Modelos da concentração iônica em águas subterrâneas no Distrito de Irrigação Baixo Acaraú

Joseilson Oliveira Rodrigues, Eunice Maia de Andrade, Lindbergue Araújo Crisóstomo, Adunias dos Santos Teixeira

Resumo


Para se identificar a relação entre os íons Cl-, Na+ , Mg2+ e a condutividade elétrica (CE) das águas do lençol freático do Distrito de Irrigação Baixo Acaraú (DIBAU) monitorou-se a carga iônica em 10 poços amazonas distribuídos aleatoriamente no DIBAU. O referido distrito abrange uma área de aproximadamente 8.440 ha, localizado na parte baixa da bacia do Acaraú, Ceará. As campanhas de coleta da água foram realizadas, mensalmente, de janeiro/04 a setembro/05, exceto abril e julho/2004, perfazendo um total de 190 amostras. As análises físico-químicas foram realizadas no laboratório de água e solos da Embrapa Agroindústria Tropical. Posteriormente foram desenvolvidos modelos de regressão simples relacionando os íons estudados com a CE da água. A validação das equações foi efetuada com dados, no total de 95 amostras, não empregadas na calibração do modelo para se evitar a auto-correlação. Os resultados mostraram que os modelos desenvolvidos para os íons Cl- e Na+ apresentaram coeficiente de determinação (r2) e índice de Willmott (d) maiores que 0,96, indicando um ótimo desempenho das equações propostas (c > 0,90). Ambos os modelos apresentaram valores estimados bem próximos aos observados, o que indica uma boa adequacidade. Já o modelo desenvolvido para se estimar o íon Mg2+, apresentou um bom desempenho (0,66 < c < 0,75) devendo ser usado com cautela para concentrações superiores a 3,0 mmolc L-1.


Palavras-chave


Water quality. Salinity. Regression analysis.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.