Análise granulométrica em solos de diferentes classes por agitação horizontal

Wanderlucia Silva Rodrigues, Nilda Braga de Lacerda, Teogenes Senna de Oliveira

Resumo


Para testar a hipótese de que a análise granulométrica utilizando a agitação horizontal proporciona resultados semelhantes à agitação rápida, objetivou-se comparar os métodos de agitação rápida e horizontal em três tempos (6; 12 e 18h), assim como a eficiência de NaOH e (NaPO3)6 como dispersantes químicos na análise granulométrica, utilizando solos de diferentes classes e profundidades  dos estados do Ceará e Rio Grande do Sul. Os resultados foram submetidos a análise de variância e as médias comparadas considerando-se o desdobramento dos graus de liberdade dos tratamentos em contrastes e a significância avaliada pelo teste F a 5 e 1% de probabilidade. Concluiu-se que o NAOH foi o mais eficiente na dispersão química dos solos analisados, independente do método de agitação. A agitação horizontal pode ser utilizada em qualquer dos tempos testado por proporcionar resultados semelhantes a metodologia padrão recomendada. A coleta adicional da suspensão (silte + argila) aumenta a precisão dos resultados destas frações na análise textural do solo.


Palavras-chave


Textura do solo; Dispersão química; Dispersão física.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.