Zoneamento de risco climático para a cultura do café Conilon no Estado do Espírito Santo

José Ricardo Macedo Pezzopane, Fábio da Silveira Castro, José Eduardo Macedo Pezzopane, Robson Bonomo, Giselle Sabadim Saraiva

Resumo


O presente trabalho teve por objetivo apresentar um zoneamento de risco climático, baseado no atendimento hídrico para o café Conilon para o estado do Espírito Santo, em função da variação das necessidades de água nas fases fenológicas do florescimento, granação dos frutos e crescimento vegetativo. Foi realizada para cada fase fenológica uma análise frequencial da evapotranspiração relativa, obtida pela relação entre as evapotranspirações real e de referência, provenientes de um modelo de balanço hídrico sequencial. Posteriormente procedeu-se a espacialização de riscos climáticos de atendimento hídrico para o café Conilon considerando simultaneamente as fases fenológicas da floração, granação e crescimento vegetativo. Os resultados indicaram que devido à característica heterogênea do regime pluviométrico, associada às diferentes demandas hídricas, ocorre uma variação espacial do risco climático ao atendimento hídrico no Estado e que a partir da análise simultânea de atendimento hídrico nas diferentes fases fenológicas do café Conilon, identificou-se que 58% da área do Espírito Santo, concentrada principalmente na região norte, apresenta alto risco climático nas fases vegetativa do florescimento, granação e crescimento vegetativo.


Palavras-chave


Balanço Hídrico; Granação; Florescimento; Evapotranspiração

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.