Desempenho de híbridos de milho na Região Sudoeste do Paraná sob diferentes espaçamentos entre linhas

Alcir José Modolo, Ricardo Carnieletto, Evandro Marcos Kolling, Emerson Trogello, Maicon Sgarbossa

Resumo


A manipulação do arranjo de plantas de milho, através de alterações na densidade de plantas, de espaçamento entre linhas, de distribuição de plantas na linha e na variabilidade entre plantas, é uma das práticas de manejo mais importantes para maximizar a interceptação da radiação solar, otimizar o seu uso e potencializar o rendimento de grãos. Dessa forma, objetivou-se com este trabalho estudar os efeitos da combinação entre diferentes híbridos de milho e espaçamentos entre linhas no desenvolvimento da cultura em sistema de plantio direto na Região Sudoeste do Paraná. O experimento foi realizado na Área Experimental do Curso de Agronomia da UTFPR, no município de Pato Branco - Pr, com delineamento estatístico aleatorizado em blocos em esquema fatorial (3 x 3), com quatro repetições. Os tratamentos foram compostos pela combinação entre três híbridos (DKB 240, PIONEER 30R50 e SG 6010) e três espaçamentos entre linhas (0,45; 0,70 e 0,90 m). Após a semeadura, foram avaliados: a altura de plantas, o diâmetro do colmo, o rendimento de grãos e seus componentes. Os resultados mostraram que em nenhuma das avaliações houve interações entre híbridos e espaçamentos e que a redução no espaçamento entre linhas promoveu aumento no número de espigas por planta e o incremento na produtividade de grãos na cultura do milho.


Palavras-chave


Milho hibrido; Plantio direto; Componentes de rendimento

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.