Rendimentos de cortes comerciais e componentes não-carcaça de cordeiros suplementados com doses crescentes de concentrado

Tadeu Vinhas Voltolini, Salete Alves de Moraes, Gherman Garcia Leal de Araújo, Luiz Gustavo Ribeiro Pereira, Rafael Dantas dos Santos, André Luiz Alves Neves

Resumo


O uso de concentrados para ovinos mantidos em pastagens de capim-bufel pode melhorar o desempenho produtivo e os parâmetros de carcaça dos mesmos. O objetivo do presente estudo foi avaliar o desempenho produtivo e os parâmetros de carcaça de ovinos mantidos em pastagens de capim-bufel recebendo doses crescentes de suplemento concentrado. As doses de concentrado utilizadas foram: 0; 0,33; 0,66 e 1,0% na matéria seca do suplemento em relação ao peso corporal dos animais. Foram utilizados 40 cordeiros, dez animais por tratamento, com peso corporal inicial médio de 16,5 ± 2,0 kg e peso final de 20,97 kg, distribuídos em quatro grupos. O delineamento experimental adotado foi o inteiramente casualizado. As doses de concentrado não influenciaram o peso de carcaça quente nem fria. Entretanto, o aumento nas doses de concentrado proporcionou maior rendimento de carcaça quente e fria. O peso e a proporção do peso corporal de abate (PCA) de sangue, cabeça, couro, coração, pulmão, rim e fígado (componentes não carcaça) e o peso e proporção da meia carcaça de pernil, paleta, carré, costela, pescoço e lombo (cortes cárneos comerciais) não foram afetados pelo aumento nas doses de concentrado. O intestino cheio em proporção ao PCA foi menor com o aumento de concentrado, enquanto que o peso do carré aumentou com as maiores doses de concentrado.


Palavras-chave


Capim-bufel; Cenchrus ciliaris; Suplementação com concentrado

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.