Mapa da qualidade das águas do rio Acaraú, pelo emprego do IQA e Geoprocessamento

Fernando Bezerra Lopes, Adunias dos Santos Teixeira, Eunice Maia de Andrade, Deodato do Nascimento Aquino, Lúcia de Fátima Pereira Araújo

Resumo


temporal da qualidade das águas superficiais da bacia hidrográfica do Acaraú, localizada na região Norte do Estado do Ceará, usando um Índice de Qualidade de Água – IQA associado a um Sistema de Informações Geográficas – SIG. Os dados empregados nesta pesquisa foram coletados em fevereiro, julho e novembro de 2003 e março de 2004, em 13 estações amostrais distribuídas ao longo da bacia. O estudo considerou as seguintes variáveis: percentagem de saturação de oxigênio, demanda bioquímica de oxigênio, pH, fósforo total, nitrato, coliformes termotolerantes, turbidez e sólidos em suspensão. Foram construídos mapas que apresentam as áreas de maior ou menor vulnerabilidade da qualidade das águas superficiais da bacia do Acaraú. Os valores mais baixos do IQA foram registrados na região próxima à cidade de Sobral e também logo após a cidade de Groaíras, onde os esgotos são lançados ao rio. As águas da bacia do Acaraú enquadraram-se em classes que vão de regular a boa, apresentando IQA mínimo de 60,79 e máximo de 80,28. Não houve diferença significativa (a = 0,01) nos IQA entre as estações chuvosa e seca


Palavras-chave


Water quality index. Geographical information system. Watershed. Variability.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.