Eclosão e mortalidade de juvenis J2 de Meloidogyne incognita raça 2 em óleos essenciais

Francisco José Carvalho Moreira, Carmem Dolores Gonzaga Santos, Renato Innecco

Resumo


Os nematóides do gênero Meloidogyne afetam seriamente a produção de diversas culturas em todo o mundo. A busca pelo controle alternativo do patógeno com produtos naturais está bastante avançada, contudo, é essencial a comprovação científica da ação nematicida dos mesmos para sua validação como método eficiente de controle. Assim, tornou-se objetivo deste trabalho investigar, in vitro, o efeito dos óleos essenciais de seis espécies medicinais (alfavaca, alecrim pimenta, capim santo, capim citronela, cidreira e eucalipto) em sete concentrações (0; 0,3125; 0,625; 1,25; 2,5; 5,0 e 10,0 ml L-1) sobre a eclosão e  mortalidade de juvenis de segundo estádio (J2) de  M. incognita raça 2. Para tanto, no Laboratório de Fitopatologia, CCA/UFC, conduziu-se um ensaio em arranjo fatorial 6 x 7, disposto no delineamento inteiramente casualizado, empregando-se 42 tratamentos com seis repetições constituídas de 60 ovos cada. Utilizaram-se ovos do fitonematóide extraídos de raízes infestadas do tomateiro ‘Santa Clara’, incubando-os em placas de Petri de acrílico de 3,5 cm de diâmetro, em temperatura ambiente (27±3 ºC). As avaliações iniciaram-se 24 horas após a montagem do ensaio, prolongando-se por 16 dias, com a contagem de J2 eclodidos e, ou, mortos em intervalos de 48 horas. Constatou-se que todos os óleos essenciais afetaram a eclosão ou a sobrevivência dos J2 nas concentrações de 5,0 e 10,0 ml L-1, porém, em diluições mais elevadas < 1,25 ml L-1, apenas os óleos de alecrim pimenta e capim citronela apresentaram ação nematostática e nematicida, sendo assim, considerados promissores para posteriores ensaios visando o controle desses fitoparasitos no solo.

Palavras-chave


Controle alternativo. Nematóide das galhas. Plantas medicinais.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.