Identificação dos íons determinantes na condutividade elétrica das águas superficiais da bacia do Curu, Ceará

Francisco Dirceu Duarte Arraes, Eunice Maia de Andrade, Helba Araújo de Queiroz Palácio, José Itamar Frota Junior, Julio César Neves dos Santos

Resumo


Este trabalho teve como objetivo identificar os íons de maior contribuição da salinidade das águas superficiais, na parte alta e na parte baixa do trecho perenizado da bacia do Curu. As coletas foram realizadas mensalmente no período de out/2004 a set/2005, em 9 pontos distribuídos ao longo do trecho perenizado da bacia do Curu, perfazendo um total de 85 amostras. As análises físico-químicas da água foram realizadas no Laboratório de Solos e Água da Universidade Federal do Ceará, onde foram determinados a Condutividade Elétrica da água (CEa), Ca2+, Mg2+, Na+, K+, HCO3- e Cl-. Posteriormente, foram desenvolvidos modelos de regressão múltiplas, relacionando a CEa aos íons estudados e a validação do modelo foi efetuada empregando-se o índice de Willmontt. Os modelos estatísticos desenvolvidos, tanto para a parte alta como para a parte baixa apresentaram valores simulados bem próximos dos observados, indicando boa adequação e precisão dos modelos de melhor ajuste. O cloreto se fez presente nos dois modelos desenvolvidos, sendo que os principais íons responsáveis pela composição iônica da CE para as águas da parte alta foram Na+, Ca2+, Mg2+ e Cl-; enquanto que para a parte baixa apenas os íons Cl- e HCO3- foram significativos ao nível de 5%. Pelos índices aplicados, os modelos calibrados apresentaram excelente precisão, com índices de confianças (c) superiores a 0,90; e índices de Willmott (id) maiores que 0,98; indicando um ótimo desempenho dos modelos.

Palavras-chave


Qualidade de água. Salinidade. Irrigação.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.