Aplicação de lógica fuzzy e geoestatística na análise da fertilidade de um solo sob pastagem

Gustavo Soares de Souza, Julião Soares de Souza Lima, Samuel de Assis Silva, Alexandre Cândido Xavier

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi espacializar os atributos químicos do solo, utilizando lógica fuzzy e análise geoestatística como procedimentos de mapeamento adequado à representação de fenômenos contínuos em solos. A área em estudo localiza-se ao sul do estado do Espírito Santo, município de Alegre. O experimento foi conduzido em um Argissolo Vermelho-Amarelo textura argilosa sob cultivo de pastagem Brachiaria decumbens. O solo foi amostrado na profundidade de 0-0,2 m, nos 64 pontos de uma malha regular, com dimensão de 90 x 90 m. Os atributos químicos estudados foram K, Ca, Mg, Al, SB, T e V. Com auxilio da lógica fuzzy, realizou-se uma classificação contínua dos atributos. Os dados foram submetidos à análise descritiva e, em seguida, à análise geoestatística, por meio do ajuste de semivariogramas. Os atributos apresentaram variabilidade moderada e alta medida pelo CV. Todos os atributos apresentaram dependência espacial, demonstrada pelo ajuste dos semivariogramas esférico e exponencial. Os mapas em estudo apresentaram uma suavização dos limites de variação dos graus de pertinência dos atributos químicos do solo, tornando-os mais representativos. A lógica fuzzy associada à análise geoestatística é uma técnica indicada para ser aplicada na espacialização de atributos do solo, que naturalmente apresentam uma variação gradual no terreno.


Palavras-chave


Variabilidade espacial. Semivariograma. Lógica difusa.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.