Interação entre salinidade e fósforo na cultura do rabanete

Francisco Ronaldo Alves de Oliveira, Francisco de Assis de Oliveira, José Francismar de Medeiros, Valdívia de Fátima Lima de Sousa, Alcione Guimarães Freire

Resumo


O uso de água salina, na irrigação, tem sido um desafio para os pesquisadores e produtores rurais, sendo constantemente desenvolvidos estudos que possibilitem o uso de água, de qualidade inferior, sem afetar o rendimento e qualidade dos produtos agrícolas. Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o efeito de diferentes níveis de salinidade da água de irrigação e doses de fósforo na cultura do rabanete. O delineamento experimental adotado foi inteiramente ao acaso, arranjados em esquema fatorial 4 x 4 com três repetições. Os tratamentos resultaram da combinação de quatro níveis de salinidade da água de irrigação (S1-0,5; S2-2,0; S3-3,5 e S4-5,0 dS m-1) com quatro doses de fósforo (0; 100; 200 e 300 mg dm-3). As variáveis avaliadas foram: número de folhas, área foliar, massa fresca e seca das raízes. A cultura do rabanete respondeu significativamente a interação entre salinidade e fósforo para área foliar, massa fresca e seca das raízes; e de forma isolada para número de folhas. Doses crescentes de fósforo reduziram à sensibilidade da cultura do rabanete à salinidade de até 3,5 dS m-1. O manejo da adubação fosfatada é uma alternativa para amenizar o efeito da salinidade no desenvolvimento da cultura do rabanete.


Palavras-chave


Raphanus sativus L.; Salinização; Plantas-efeito do fósforo

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.