Resíduo de beneficiamento do granito como fertilizante alternativo na cultura do café

André Guarçoni M., César José Fanton

Resumo


O resíduo de beneficiamento do granito é considerado um contaminante do ambiente. Sua utilização na agricultura como fertilizante tem sido testada e os resultados satisfatórios definidos mais por questões ideológicas do que por real eficácia. Tendo por objetivo avaliar o efeito do resíduo de beneficiamento do granito na adubação de plantas de café da espécie conilon, foi instalado um experimento em casa de vegetação, utilizando duas amostras de um mesmo solo (superficial e subsuperficial), seis doses de resíduo de beneficiamento do granito (0,0; 1,5; 3,0; 6,0; 9,0 e 15,0 g dm-3, equivalentes a 0; 3; 6; 12; 18 e 30 t ha-1) e duas doses de calcário (0,4 e 1,2 vezes a necessidade de calagem). Após incubação das amostras, plantio, crescimento e colheita das plantas de café conilon, foram determinados teores de elementos químicos e características de planta e solo, podendo-se concluir que: a aplicação de doses crescentes do resíduo de beneficiamento do granito elevou o pH do solo e reduziu o teor de Al3+, de forma linear, mas em pequena magnitude; a utilização do resíduo de beneficiamento do granito foi mais eficiente em amostra de solo com maior capacidade tampão; para o crescimento inicial do café, o resíduo deve ser utilizado, exclusivamente, como fonte de K e Ca, sendo necessário, para isso, que o pH do solo esteja em torno de 5,0; doses próximas a 20 t ha-1 de resíduo de beneficiamento do granito geraram crescimento inicial adequado para o café.


Palavras-chave


Coffea canephora; Fonte de nutrientes; Disponibilidade de nutrientes; Crescimento

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.