Desempenho de clones de cajueiro-anão precoce no semi-árido do Estado do Piauí

João Rodrigues de Paiva, José Emilson Cardoso, Antônio Lindemberg Martins Mesquita, José Jaime Vasconcelos Cavalcanti, Antonio Apoliano dos Santos

Resumo


A região do semi-árido ocupa mais da metade do território nordestino e, devido à irregularidade pluviométrica, tem poucas opções econômicas para oferecer a sua população. A cajucultura é uma atividade da maior importância econômica e social para o Estado do Piauí e possui também maior percentual de áreas potencialmente aptas para exploração. Assim, com o objetivo de avaliar o desempenho de cinco clones de cajueiro-anão precoce na região do semi-árido do Estado do Piauí, em 1999, foi instalado o experimento no delineamento de blocos ao acaso com cinco tratamentos, quatro repetições e 27 plantas por parcela, no espaçamento de 7 m x 7 m. Os clones foram avaliados para altura de planta (m), diâmetro de copa (m), produção de castanha, ataque de doenças e pragas. Os resultados obtidos mostraram que os clones CAC 38 e BRS 226 apresentaram os melhores desempenhos e podem ser recomendados para o plantio comercial na região do semi-árido do Estado do Piauí e similar. O clone CAC 35 não apresentou adaptação às condições edafoclimáticas locais. O BRS 226 apresenta resistência à resinose. Em condições de forte infestação, a broca-das-pontas não manifesta preferência por clone para a oviposição.


Palavras-chave


Anacardium occidentale. Yield. Disease. Pest.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.