Tendências genéticas, fenotípicas e ambientais para D160 e D240 em bovinos Nelore no estado da Bahia

Fábio Bastos de Gusmão, Carlos Henrique Mendes Malhado, Paulo Luiz Souza Carneiro, Raimundo Martins Filho

Resumo


Os objetivos do presente estudo foram estimar os parâmetros e as tendências genéticas (efeito direto e materno), fenotípicas e ambientais nas características dias para ganhar 160 kg (D160) na fase pré-desmama, e dias para ganhar 240 kg (D240) na fase pós desmama, em bovinos da raça Nelore, nascidos no período de 1980 a 2001, no estado da Bahia (Brasil). Para estimação dos parâmetros genéticos e predição dos valores genéticos foi utilizado o aplicativo MTDFREML. As tendências foram estimadas pela regressão da média ponderada das variáveis dependentes sobre o ano de nascimento dos animais. As estimativas dos coeficientes de herdabilidade para D160 foram 0,13±0,02 e 0,07±0,02, para o efeito direto e materno, respectivamente. Para D240 o valor do coeficiente de herdabilidade direta foi de 0,20±0,03. As tendências genéticas para efeito direto e materno foram próximas a zero e não significativas, indicando a falta de seleção para características da velocidade de crescimento ao longo dos anos. Entretanto, ficou constatado progresso fenotípico no período, indicando que os produtores estão melhorando as condições de criação de seus animais.

Palavras-chave


Genética bovina. Herdabilidade. Parâmetros genéticos

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.