Adubação nitrogenada em cobertura no feijoeiro com suplementação de molibdênio via foliar

Juliano Carlos Calonego, Edson Ulisses Ramos Junior, Rodrigo Domingues Barbosa, Glauber Henrique Pereira Leite, Hélio Grassi Filho

Resumo


O objetivo desse trabalho foi verificar o efeito da aplicação foliar de molibdênio (Mo) e da adubação de cobertura com nitrogênio (N) nos componentes de produção, produtividade e teor de nitrato nas folhas do feijão Carioca Precoce. O trabalho foi conduzido na Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu (UNESP/Botucatu-SP), em Nitossolo Vermelho distroférrico de textura argilosa. Realizou-se a semeadura do feijão em 06/03/2003 com o fornecimento de 230 kg ha-1 do formulado NPK (4-30-10) no plantio. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, em esquema fatorial 5 x 2, com quatro repetições. Os tratamentos constituíram de cinco doses de N (25; 50; 75; 100 e 125 kg ha-1), aplicadas aos 20 dias após a emergência (DAE), associados com e sem a aplicação foliar de 80 g ha-1 de Mo aos 25 DAE. Avaliou-se a concentração de nitrato e amônio nas folhas, além dos componentes de produção e da produtividade de grãos de feijão. A ausência de suplementação de Mo via adubação foliar promoveu o acúmulo de nitrato na folha a medida que aumenta a quantidade de N fornecida, evidenciando a baixa eficiência na assimilação de N na falta desse micronutriente. A massa de cem grãos responde positivamente ao suplemento de Mo via adubação foliar, reduzindo a necessidade de N para se obter os melhores resultados. A adubação molíbdica aumentou a produtividade do feijoeiro independentemente da dose de N aplicada em cobertura no feijoeiro.


Palavras-chave


Phaseolus vulgaris (L.); Adubação molíbdica; Assimilação de nitrogênio

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.