Resposta da mamoneira cultivar BRS-188 Paraguaçu à aplicação de nitrogênio, fósforo e potássio

Susane Ribeiro, Lúcia Helena Garófalo Chaves, Hugo Orlando Carvallo Guerra, Hans Raj Gheyi, Rogério Dantas de Lacerda

Resumo


Propôs-se no presente trabalho avaliar os efeitos do nitrogênio, fósforo e potássio no crescimento e produção de sementes da mamoneira (Ricinus communis L.). Três experimentos foram realizados em estufa, em Campina Grande, PB, em delineamento inteiramente casualizado com três repetições, tendo como adubação de referência 40:90:60 kg ha-1 de N:P2O5:K2O e mantendo uma planta  da cultivar BRS 188 - Paraguaçu por unidade experimental. Os tratamentos do primeiro, segundo e terceiro experimento consistiram, respectivamente, da aplicação de cinco doses de N (40 a 200 kg ha-1), de cinco doses de P2O5 (30 a 150 kg ha-1) e de cinco doses de K2O (30 a 150 kg ha-1). Dados sobre a altura da planta, diâmetro caulinar, número e comprimento das folhas foram medidos aos 20; 40; 60; 80; 100; 120 e 140 dias após o plantio (DAP). A adubação desbalanceada afetou o desenvolvimento e a produção de sementes da mamoneira, tendo, as melhores respostas das plantas, sido observadas com as doses de 200 kg ha-1 de N; 120 kg ha-1 de P2O5 e 150 kg ha-1 de K2O.


Palavras-chave


Ricinus communis L; Nutrição mineral; Adubação N, P, K.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.