Resíduo seco de destilaria com solúveis (DDGS) na alimentação de frangos de corte (22-42 dias)

Rodrigo André Schöne, Ricardo Vianna Nunes, Rafael Frank, Cinthia Eyng, Leandro Dalcin Castilha

Resumo


Este trabalho teve por objetivo determinar a composição bromatológica, energética e a digestibilidade ileal de aminoácidos do resíduo seco de destilaria com solúveis (DDGS), além de avaliar o efeito da utilização desse resíduo sobre o desempenho e rendimento de carcaça de frangos de corte dos 22 aos 42 dias de idade. No primeiro experimento, foram utilizadas 48 aves Cobb, machos, com 21 dias de idade e peso médio de 932 g ± 45 g, distribuídas em delineamento experimental inteiramente casualizado (DIC), com dois tratamentos, seis repetições e quatro aves por unidade experimental. No segundo (digestibilidade dos aminoácidos), foram utilizados 12 galos Leghorn cecectomizados, com peso médio de 1.912,1 ± 133,73 g, distribuídos em DIC, com um alimento teste (DDGS), seis repetições e um galo por unidade experimental. Finalmente, foi avaliado o desempenho e rendimento de carcaça de frangos de corte da linhagem Cobb Slow, dos 22 aos 42 dias, sendo utilizados 900 frangos, com peso inicial de 972,50 ± 25,79 g, distribuídos em DIC, em esquema fatorial 2 x 5, totalizando 10 tratamentos (macho e fêmea X 0; 5; 10; 15 e 20% de inclusão de DDGS), com cinco repetições por tratamento. Os valores de energia metabolizável aparente (EMA) e EMA corrigida pelo balanço de nitrogênio (EMAn) foram de 2.461 e 2.282 kcal kg-1, respectivamente. Níveis de 5 a 20% de inclusão de DDGS nas rações promovem queda no desempenho e no rendimento de carcaça de frangos de corte, machos e fêmeas, além de maior deposição de gordura abdominal nas fêmeas.

Palavras-chave


Alimentos alternativos. Aminoácidos digestíveis ileais; Composição bromatológica; Energia metabolizável; Resíduo industrial

Texto completo:

PDF

Referências


ABDEL-RAHEEM, S. M.; LEITGEB, R.; IBEN, C. Effects of dietary inclusion level of distillers’ dried grains with solubles (DDGS) from wheat and corn on amino acid digestibilities in broilers. International Journal of Poultry Science, v. 10, p. 952-958, 2011.

ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS. Official methods of analysis. 18. ed. Gaithersburg, Maryland, 2005.

BASTOS, S. C. et al. Efeito da inclusão do farelo de coco em rações para frangos de corte. Revista Ciência Agronômica, v. 38, n. 3, p. 297-303, 2007.

BOLU, S. A.; ALLI, O. I.; ESUOLA, P. O. Response of broilers to graded levels of distillers dried grain. Sustainable Agriculture Research, v. 1, n. 1, p. 147-150, 2012.

CORTES CUEVAS, A. et al. El uso de granos secos de destilería con solubles (DDGS) en dietas sorgo-soya para pollos de engorda y gallinas de postura. Revista Mexicana de Ciências Pecuárias, v. 3, n. 3, p. 331-341, 2012.

CORZO, A. Determination of the arginine, tryptophan, and glycine ideal-protein ratios in high-yield broiler chicks. Journal of Applied Poultry Research, v. 21, p. 79-87, 2012.

FOLTYN, M. et al. Effect of corn DDGS on broilers performance and meat quality. Acta Universitatis Agriculturae et Silviculturae Mendelianae Brunensis, v. 61, p. 59-64, 2013.

GUNEY, A. C. et al. Effect of feeding low-oil distillers dried grains with solubles on the performance of broilers. Poultry Science, v. 92, p. 2070-2076, 2013.

JUNG, B.; MITCHELL, R. D.; BATAL, A. B. Evaluation of the use of feeding distillers dried grains with solubles in combination with canola meal on broiler performance and carcass characteristics. Journal of Applied Poultry Research, v. 2, n. 4, p. 776-787, 2012.

KLINGENBERGER, J. M. R.; FERRUFINO, M. J. O. Determinación de la dieta base para pollos de engorde en Zamorano. 2006. 13 f. Monografia (Graduação em Agronomia) - Centro de Ciências Agrárias, Universidad de Zamorano, Honduras, 2006.

LUMPKINS, B. S.; BATAL, A. B.; DALE, N. M. Evaluation of distillers dried grains with solubles as a feed ingredient for broilers. Poultry Science, v. 83, p. 1891-1896, 2004.

MATTERSON, L. D. et al. The metabolizable energy of feed ingredients for chickens. Research Report, v. 7, n. 1, p. 11-14, 1965.

PENZ JÚNIOR, A. M.; GIANFELICE, M. O que fazer para substituir os insumos que podem migrar para a produção de bio-combustível. Acta Scientiae Veterinariae, n. 36, p. 107-117, 2008. Suplemento 1.

ROSTAGNO, H. S. et al. Tabelas brasileiras para aves e suínos: composição de alimentos e exigências nutricionais. 3. ed. Viçosa, MG: UFV, 2011. 252 p.

SAKOMURA, N. K.; ROSTAGNO, H. S. Métodos de pesquisa em nutrição de monogástricos. 2. ed. Jaboticabal: FUNEP, 2016, 262 p.

SIBBALD, I. R. A bioassay for true metabolizable energy in feedstuffs. Poultry Science, v. 55, p. 303-308, 1976.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. SAEG - Sistema para análise estatística e genética. Viçosa, MG, 1999, 59 p.

WANG, Z. et al. Utilization of distillers dried grains with solubles (DDGS) in broiler diets using a standardized nutrient matrix. International Journal Poultry Science, v. 6, n. 7, p. 470-477, 2007.

WU, F.; MUNKVOLD, G. Mycotoxins in ethanol co-products: modeling economic impacts on the livestock industry and management strategies. Journal of Agricultural and Food Chemistry, v. 56, p. 3900-3911, 2008.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.