Concentração de nutrientes em tomate cereja sob manejos de aplicação da solução nutritiva com água salobra

Alexandre Nascimento dos Santos, Ênio Farias de França e Silva, Gerônimo Ferreira da Silva, Raphaela Revorêdo Bezerra, Elvira Maria Regis Pedrosa

Resumo


Objetivou-se com este trabalho avaliar a concentração dos nutrientes no tecido foliar das plantas de tomate cereja cv. “Rita”, cultivadas em sistema hidropônico utilizando água com crescentes níveis de salinidade no preparo da solução nutritiva, submetendo as plantas a diferentes tempos de exposição à salinidade e turnos de rega. O experimento foi conduzido em casa de vegetação em sistema hidropônico em vasos com substrato. O delineamento experimental foi em blocos inteiramente casualizados em esquema fatorial 6 x 2 x 2, sendo seis níveis de salinidade da solução nutritiva (3,01; 4,51; 5,94; 7,34; 8,71 e 10,40 dS m-1), dois tempos de exposição das plantas à salinidade (51 e 6 dias) e dois turnos de rega (uma irrigação por dia e uma irrigação a cada dois dias). Foram avaliadas as concentrações de nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, magnésio, enxofre, sódio e cloro no tecido foliar das plantas. O uso de água salobra no preparo da solução nutritiva promoveu efeitos de interações antagônicas entre os nutrientes, afetando as concentrações dos mesmos. O aumento da salinidade provocou aumentos nas concentrações de sódio e cloro e redução nas concentrações de potássio e nitrogênio no tecido foliar. O menor tempo de exposição das plantas à salinidade proporcionou reduções de menores magnitudes nas concentrações de potássio e nitrogênio e diminui as concentrações de sódio e cloro. O turno de rega com uma irrigação a cada dois dias afetou as concentrações foliares de nitrogênio, cálcio e magnésio.


Palavras-chave


Lycopersicon esculentum mil; Semiárido; Nutrição mineral; Hidroponia

Texto completo:

PDF

Referências


AMOR, F. M.; MARTINEZ, V.; CERDÁ, A. Salt tolerance of tomato plants as affected by stage of plant development. HortScience, v. 36, n. 7, p. 1260-1263, 2001.

BEZERRA NETO, E.; BARRETO, L. P. Análises químicas e bioquímicas em plantas. Recife: UFRPE, 2011. 267 p.

BLANCO, F. F.; FOLEGATTI, M. V. Doses de N e K no tomateiro sob estresse salino: III. Produção e qualidade de frutos. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 12, n. 2, p. 122-127, 2008.

BOSCO, A. R. O. et al. Influência do estresse salino na composição mineral da berinjela. Revista Ciência Agronômica, v. 40, n. 2, p.157-164, 2009.

COLLIER, G. F.; HUNTINGTON, V. C. The relationship between leaf growth, calcium accumulation and distribution, and tipburn development in field-grown butterhead lettuce. Scientia Horticulturae, v. 21, n. 2, p. 123-128, 1983.

COSTA, A. M. B.; MELO, J. G.; SILVA, F. M. Aspectos da salinização das águas do aquífero cristalino no Estado do Rio Grande do Norte, Nordeste do Brasil. Revista Águas Subterrâneas, v. 20, n. 1, p. 67-82, 2006.

DASGAN, H. Y. et al. Determination of screening techniques to salinity tolerance in tomatoes and investigation of genotype responses. Plant Science, v. 163, n. 4, p. 695-703, 2002.

FAGERIA, V. D. Nutrient interactions in crop plants. Journal of Plant Nutrition, v. 24, n. 8, p. 1269-1290, 2001.

FAN, M. et al. Salinity stress in tomatoes can be alleviated by grafting and potassium depending on the rootstock and K-concentration employed. Scientia Horticulturae, v. 130, n. 3, p. 615-623, 2011.

FREIRE, A. L. O. et al. Crescimento, acúmulo de íons e produção de tomateiro irrigado com água salina. Semina: Ciências Agrárias, v. 31, p. 1133-1144, 2010. Suplemento 1.

FURLANI, P. R. et al. Cultivo hidropônico de plantas. 1. ed. Campinas: IAC, 1999. 52 p. (Boletim técnico, 180).

HAJIAGHAEI-KAMRANI, M.; HOSSEINNIYA, H. Effect of salinity on nutrient uptake in tomato (Lycopersicon esculentum Mill.) in hydroponic system. International Journal of Agronomy and Plant Production, v. 4, n. 10, p. 2729-2733, 2013.

KAHLAOUI, B. et al. Effects of saline water on tomato under subsurface drip irrigation: nutritional and foliar aspects. Journal of Soil Science and Plant Nutrition, v. 11, n. 1, p. 69-86, 2011.

MAGGIO, A. et al. Salt stress response in tomato beyond the salinity tolerance threshold. Environmental and Experimental Botany, v. 59, n. 3, p. 276-282, 2007.

MARTINEZ, H. E. P.; BRACCINI, M. C. L.; BRACCINI, A. L. Cultivo hidropônico do tomateiro (Lycopersicon esculentum Mill.). Revista UNIMAR, v. 19, n. 3, p. 721-740, 1997.

OLIVEIRA, C. N.; CAMPOS, V. P.; MEDEIROS, Y. D. P. Avaliação e identificação de parâmetros importantes para a qualidade de corpos d’água no semiárido baiano. Estudo de caso: bacia hidrográfica do Rio Salitre. Química Nova, v. 33, n. 5, p. 1059-1066, 2010.

OLIVEIRA, F. A. et al. Desenvolvimento e concentração de nitrogênio, fósforo e potássio no tecido foliar da berinjela em função da salinidade. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 6, n. 1, p. 37-45, 2011.

PIMENTEL-GOMES, F. Curso de estatística experimental. 14. ed. Piracicaba: Degaspari, 2000. 477 p.

RAJA, S. et al. Screening of tomato (Solanum lycopersicum L.) genotypes at different salinity levels. Journal of Plant Breeding and Crop Science, v. 4, n. 6, p. 94-100, 2012.

RODRIGUES, L. R. F. Técnicas de cultivo hidropônico e de controle ambiental no manejo de pragas, doenças e nutrição vegetal em ambiente protegido. 1. ed. Jaboticabal: FUNEP, 2002. 762 p.

SANTOS, A. N. et al. Cultivo hidropônico de alface com água salobra subterrânea e rejeito da dessalinização em Ibimirim, PE. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 14, n. 9, p. 961–969, 2010.

SANTOS, A. N. et al. Produção de alface em NFT e floating aproveitando água salobra e o rejeito da dessalinização. Revista Ciência Agronômica, v. 42, n. 2, p. 319-326, 2011.

SHABANI SANGTARASHANI, E.; TABATABAEI, S. J.; BOLANDNAZAR, S. Yield, Photosynthetic efficiency and Quality parameters of Cherry tomato as affected by Ca2+ and K+ under NaCl salinity. International Journal of Agriculture and Crop Sciences, v. 5, n. 12, p. 1280-1288, 2013.

SOARES, T. M. et al. Combinação de águas doce e salobra para produção de alface hidropônica. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 14, n. 7, p. 705-714, 2010.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia Vegetal. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. 848 p.

TUNA, A. L. et al. The effects of calcium sulphate on growth, membrane stability and nutrient uptake of tomato plants grown under salt stress. Environmental and Experimental Botany, v. 59, n. 2, p. 173-178, 2007.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.