Desenvolvimento e colonização micorrízica em mudas de embaúba adubadas com fosfato natural e material orgânico

Eudes Pinheiro da Silva, Vânia Felipe Freire Gomes, Paulo Furtado Mendes Filho, José Maria Tupinambá da Silva Júnior, Ricardo Luiz Lange Ness

Resumo


A Embaúba (Cecropia pachystachya Trécul) é uma espécie de comportamento pioneiro, rústica e de crescimento rápido, ideal para cultivo em solos de baixa fertilidade, o que justifica sua dependência em relação aos fungos micorrízicos arbusculares (FMA). A simbiose dessa planta com os FMA amplia sua eficiência na absorção dos nutrientes da solução do solo, principalmente os de pouca mobilidade como o fósforo, o que possibilita o uso de adubo fosfatado de baixa solubilidade na produção de mudas. Para avaliar essa possibilidade foi conduzido um trabalho em casa de vegetação por 120 dias, no qual foi testado o fosfato de rocha natural em cinco doses de P (0; 75; 150; 300 e 600 mg L-1), sobre a colonização por FMA e o desenvolvimento de mudas de embaúba cultivadas em substrato composto por solo natural (SN), solo natural com 50% (v/v) de solo esterilizado (SND) e solo natural com 25% (v/v) de material orgânico (SNM). Avaliou-se a altura, produção de massa seca da parte aérea, diâmetro do colo, teores de N, P, K, percentagem de colonização micorrízica radicular, número de esporo de FMA no substrato, a respiração basal do solo (RBS), o carbono da biomassa microbiana (CBM) e o quociente metabólico do solo (qCO2). O crescimento, diâmetro do colo e a produção de massa seca da parte aérea da embaúba não foram favorecidos pelos substratos e nem pelas doses de P. Todavia a colonização micorrízica radicular, a esporulação, RBS, CBM e qCO2 foram influenciadas pelas adubações fosfatada e orgânica adicionadas ao solo.

Palavras-chave


Cecropia pachystachya Trécul; Fósforo; Micorriza; Adubação orgânica

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, D. S. Recuperação ambiental da Mata Atlântica. Ilhéus: Editus, 2000. 130 p.

ARAÚJO, A. S. F.; MELO, W. J. Biomassa microbiana do solo. Teresina: Serviço de Processamento Técnico da Universidade Federal do Piauí, 2012. 150 p.

ARAÚJO, F. F. de. Disponibilização de fósforo, correção do solo, teores foliares e rendimento de milho após a incorporação de fosfatos e lodo de curtume natural e compostado. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 33, n. 2, p. 355-360, 2011.

BALOTA, E. L.; MACHINESKI, O.; STENZEL, N. M. C. Resposta da acerola à inoculação de fungos micorrízicos arbusculares em solo com diferentes níveis de fósforo. Bragantia, v. 70, n. 1, p.166-175, 2011.

BATISTA, C. U. N. et al. Tolerância à inundação de Cecropia pachystachya Trec. (Cecropiaceae): aspectos ecofisiológicos e morfoanatômicos. Acta Botanica Brasilica, v. 22, n. 1, p. 91-98, 2008a.

BATISTA, Q. R. et al. Bioqualidade de área degradada pela extração de argila, revegetada com Eucalyptus spp. e sabiá. Revista Caatinga, v. 21, n. 1, p. 169-178, 2008b.

BEZERRA, R. G. D. et al. Atividade microbiana em solo cultivado com cana-de-açúcar submetido a doses de fósforo. Revista Verde, v. 3, n. 4, p. 64-69, 2008.

CARNEIRO, M. A. C.; SIQUEIRA, J. O.; DAVIDE, A. C. Fósforo e inoculação com fungos micorrízicos arbusculares no estabelecimento de mudas de embaúba (Cecropia pachystachya Trec.) Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 34, n. 3, p. 119-125, 2004.

CUNHA, E. de Q. et al. Sistemas de preparo do solo e culturas de cobertura na produção orgânica de feijão e milho. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 35, p. 603-611, 2011.

DIAS, L. P. R. et al. Substituição parcial de fosfato solúvel por natural na implantação de Eucalyptus benthamii e Eucalyptus dunnii no planalto sul catarinense. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 38, p. 516-523, 2014.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análise de solo. 2. ed. Rio de Janeiro, 1997. 212 p.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Centro Nacional e Pesquisa em Solos. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 3. ed. Brasília, 2013. 353 p.

EVANGELISTA, C. R. et al. Atributos microbiológicos do solo na cultura da cana-de-açúcar sob manejo orgânico e convencional. Semina: Ciências Agrárias, v. 34, n. 4, p. 1549-1562, 2013.

FERREIRA, D. F. Sisvar: um programa para análises e ensino de estatística. Revista Symposium, v. 6, p. 36-41, 2008.

GERDEMANN, J. W.; NICOLSON, T. H. Spore of mycorrhizal Endogene specie extracted from soil by wet sieving and decanting. Transactive Britanish Mycology Society, v. 46, p. 235-244, 1963.

GODOY et al. Atributos físicos, químicos e biológicos do solo impactado por cultivos sucessivos de arroz. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 17, n. 12, p. 1278-1285, 2013.

KIRIACHEK, S. G. et al. Regulação do desenvolvimento de micorrizas arbusculares. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 33, n. 1, p. 1-16, 2009.

MACHINESKI, O.; BALOTA, E. L; SOUZA, J. R. P. de. Resposta da mamoneira a fungos micorrízicos arbusculares e a níveis de fósforo. Semina: Ciências Agrárias, v. 32, p. 1855-1862, 2011. Suplemento 1.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G. C.; OLIVEIRA, S. A. de. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. 2. ed. Piracicaba: Associação Brasileira para Pesquisa da Potassa e do Fosfato, 1997. 319 p.

MELLO, C. M. A. de et al. Diversidade de fungos micorrízicos arbusculares em área de Caatinga, PE, Brasil. Acta Botanica Brasilica, v. 26, n. 4, p. 938-943. 2012.

MENDONÇA, E. S.; MATOS, E. S. Matéria orgânica do solo: métodos de análises. Viçosa, MG: UFV, 2005. 107 p.

MOREIRA, M.; BARETTA, D.; CARDOSO, E. J. B. N. Doses de fósforo determinam a prevalência de fungos micorrízicos arbusculares em Araucaria angustifólia. Ciência Florestal, v. 22, n. 4, p. 813-820, 2012.

NEVES, O. S. C. et al. Crescimento, produção de matéria seca e acúmulo de N, P, K, Ca, Mg e S na parte aérea de mudas de andiroba (Carapa guianensis Aubl.) cultivadas em solo de várzea, em função de diferentes doses de fósforo. Revista Árvore, v. 28, n. 3, p. 343-349, 2004.

OLIVEIRA, A. P. de et al. Produção e teor de amido da batata-doce em cultivo sob adubação com matéria orgânica. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 17, n. 8, p. 830-834, 2013.

POUYU-ROJAS, E.; SIQUEIRA, J. O.; SANTOS, J. G. D. Compatibilidade simbiótica de fungos micorrízicos arbusculares com espécies arbóreas tropicais. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 30, p. 413-424, 2006.

SAMARÃO, S. S. et al. Desempenho de mudas de gravioleira inoculadas com fungos micorrízicos arbusculares em solo não-esterilizado, com diferentes doses de fósforo. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 33, n. 1, p. 81-88, 2011.

SOUSA, F. A. et al. Atividade microbiana e produção da lavoura cafeeira após adubação com dejetos líquidos de suínos. Bioscience Journal, v. 30, n. 4, p. 1041-1049, 2014.

STIEVEN, A. C. et al. População e biomassa microbiana em solo do pantanal matogrossense. Revista Biodiversidade, v. 8, n. 1, p. 22-30, 2009.

SUGAI, M. A. A.; COLLIER, L. S.; SAGGIN-JÚNIOR, O. J. Inoculação micorrízica no crescimento de mudas de angico em solo de cerrado. Bragantia, v. 70, n. 2, p.416-423, 2011.

VIERHEILIG, H. et al. Ink and vinegar, a simple technique for arbuscular mycorrhizal fungi. Applied and Environmental Microbiology, v. 64, n. 12, p. 5004-5007, 1998.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.