Fontes de proteína em suplementos para abate de bovinos aos 20 meses em pastejo: período das águas

Severino Delmar Junqueira Villela, Mário Fonseca Paulino, Rilene Ferreira Diniz Valadares, Sebastião de Campos Valadares Filho, Edenio Detmann

Resumo


Suplementos múltiplos formulados com diferentes fontes de proteína foram fornecidos à bovinos no período das águas. Para avaliar o desempenho produtivo, utilizaram-se 20 animais com peso vivo médio de 284 kg e idade de 14 meses, distribuídos em cinco piquetes (2 ha cada), em delineamento inteiramente casualizado. O fornecimento dos suplementos (500 g dia-1), que tinham aproximadamente 35% de PB na matéria seca (MS), foi diário. Foram utilizados tratamentos à base de farelo de soja e farelo de trigo (FSFT), farelo de trigo e uréia (FTU), farelo de algodão 38% de PB (FA38), farelo de trigo, farelo de algodão 38% de PB e uréia (FAFTU); e o tratamento testemunha (SAL). O fornecimento de suplementos permitiu ganhos de peso adicionais de 135 a 275 g dia-1. Os tratamentos FAFTU e FTU apresentaram ganhos superiores ao SAL. Os parâmetros nutricionais foram avaliados em cinco animais, com idade e peso médios iniciais de 14 meses e 219 kg, fistulados no esôfago e no rúmen, distribuídos em cinco piquetes de 0,3 hectare, em delineamento de blocos casualizados. Não houve efeito da suplementação ou das fontes de proteína sobre o fluxo de compostos nitrogenados microbianos e eficiência microbiana. A concentração de N uréico no plasma apresentou valor médio de 13,7 mg dL-1. A suplementação permitiu maior balanço de nitrogênio. Recomenda-se o fornecimento dos suplementos FAFTU ou FTU para animais em recria no período das águas.


Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.