Espécies de Meloidogyne associadas a vegetais em microrregiões do estado do Ceará

Maria do Carmo Lopes da Silva, Carmem Dolores Gonzaga Santos, Gilson Soares da Silva

Resumo


O nematoide das galhas, gênero Meloidogyne, é considerado o mais importante dentre os fitonematoides em razão das elevadas perdas provocadas em áreas de exploração agrícola em todo o mundo. Identificar as espécies de Meloidogyne presentes numa região é uma informação primordial para o conhecimento da diversidade e dispersão populacional, além de possibilitar adoções de medidas efetivas de controle. Informações atualizadas sobre as espécies de Meloidogyne que ocorrem em plantas em regiões produtoras do estado do Ceará, são ainda escassas. O objetivo deste trabalho foi identificar as espécies de Meloidogyne associadas a vegetais e a sua predominância nessas áreas de plantio. A identificação a nível de espécie foi realizada com base nos fenótipos da enzima esterase e a determinação de raças pela reação em plantas diferenciadoras. Setenta e quatro amostras de raízes infestadas com o nematoide, pertencentes a 42 espécies vegetais, foram coletadas em áreas produtoras de 19 municípios do Ceará pertencentes a dez microrregiões. Das 74 populações obtidas, 27 apresentaram fenótipos típicos de M. incognita (I1 e I2), 20 de M. enterolobii (M2), 15 de M. javanica (J3), cinco de M. arenaria (A2) e uma de M. hapla (H1). Em seis populações, contudo, os fenótipos de esterase observados diferiram dos padrões de Meloidogyne conhecidos no Brasil, sendo então referidos como Meloidogyne sp. Dentre as 68 associações entre plantas e espécies de Meloidogyne bioquimicamente identificadas, 25 são relatadas pela primeira vez no Ceará. Esse trabalho possibilitou atualizar informações relativas à ocorrência, distribuição e novos relatos do nematoide das galhas em áreas agrícolas do estado do Ceará.

 


Palavras-chave


Nematoide das galhas; Eletroforese; Esterase

Texto completo:

PDF

Referências


ALFENAS, A. C.; BRUNE, W. Eletroforese em gel de poliacrilamida. In: ALFENAS, A. C. (Ed.). Eletroforese de isoenzimas e proteínas afins: fundamentos e aplicações em plantas e microrganismos. Viçosa: UFV, 2006. cap. 4, p. 151-182.

ALMEIDA, E. J. et al. Assinalamentos de Meloidogyne enterolobii em goiabeira e em plantas invasoras no estado de São Paulo, Brasil. Nematologia Brasileira, v. 35, n. 1/2, p. 50-52, 2011.

CARNEIRO, R. M. D. G. et al. Enzyme phenotypes of brazilian isolates of Meloidogyne spp. Fundamental and Applied Nematology, v. 19, p. 555-560, 1996.

CARNEIRO, R.M.D.G.; et al. Primeiro registro de Meloidogyne mayaguensis em goiabeira no Brasil. Nematologia Brasileira, v. 25, n. 2, p. 223-228, 2001.

CARNEIRO, R. M. D. G. et al. Ocorrência de Meloidogyne spp. e fungos nematófagos em hortaliças no Distrito Federal, Brasil. Nematologia Brasileira, v. 32, n. 2, p. 135-141, 2008a.

CARNEIRO, R. M. D. G. et al. Primeiro registro de Meloidogyne hispânica Hirschmann, 1986 em abóbora no Estado da Bahia, Brasil. Nematologia Brasileira, v. 28, n. 2, p. 215-218, 2004.

CARNEIRO, R. M. D. G. et al. Diversity of Meloidogyne arenaria using morphological, cytological and molecular approaches. Nematology, v. 10, n. 6, p. 819-834, 2008b.

CARNEIRO, R. M. D. G; ALMEIDA, M. R. A. Técnica de eletroforese usada no estudo de enzimas dos nematóides de galhas para identificação de espécies. Nematologia Brasileira, v. 25, n. 1, p. 35-44, 2001.

CASTRO, J. M. C.; LIMA, R. D.; CARNEIRO, R. M. D. G. Variabilidade isoenzimática de populações de Meloidogyne spp. provenientes de regiões brasileiras produtoras de soja. Nematologia Brasileira, v. 27, n. 1, p. 1-12, 2003.

COOLEN, W. A.; D’HERDE. A method for the quantitative extraction of nematodes from plant tissue. Ghent: State Agricultural Research Center, 1972. 77 p.

DIAS-ARIEIRA, C. R. et al. Fitonematoides associados a frutíferas na região Noroeste do Paraná, Brasil. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 32, n. 4, p. 1064-1071, 2010.

ESBENSHADE, P. R.; TRIANTAPHYLLOU, A. C. Isozyme phenotypes for the identification of Meloidogyne species. Journal of Nematology, v. 22, n. 1, p. 10-15, 1990.

FREIRE, F. C. O.; SOUSA, J. A. Meloidogyne incognita, Meloidogyne javanica e Lasiodiplodia theobromae associados à morte de plantas de noni (Morinda citrifolia) no Estado do Ceará. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 20., 2008, Vitória-ES. Anais eletrônicos... Disponível em: < http://www.incaper.es.gov.br/congressos/ congresso_fruticultura/images/Trabalho%20Poster.pdf >. Acesso em: 08 jan. 2014.

FREIRE, F. C. O; MOSCA, J. L. Patógenos associados a doenças de plantas ornamentais no Estado do Ceará. Revista Brasileira de Horticultura Ornamental, v. 15, n. 1, p. 83-89, 2009.

HARTMAN, K. M.; SASSER, J. N. Identification of Meloidogyne species on the basis of differential host test and perineal patterns morphology. In: BARKER, K. R.; CARTER, C. C.; SASSER, J. N. (Ed.). An advanced treatise on Meloidogyne. v. 2. Methodology. Raleigh: North Carolina State University Graphics, 1985. p. 69-77.

HUNT, D. J.; HANDOO, Z. A. Taxonomy, identification and principal species. In: PERRY, R. N.; MOENS, M.; STARR, J. R. (Ed.). Root-knot Nematodes. Cambridge: CABI International, 2009. p. 55-88.

MANSO, E. C. et al. Catálogo de nematóides fitoparasitas encontrados, associados a diferentes tipos de plantas no Brasil. Brasília: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 1994. 488 p.

MEDINA, I. L. et al. Caracterização e identificação de nematoide de galhas proveniente de figueiras (Ficus carica L.) do Rio Grande do Sul e de São Paulo. Nematologia Brasileira, v. 30, n. 2, p.179-187, 2006.

MOURA, E. S.; SANTOS, C. A. M.; TORRES FILHO, J. Avaliação do manejo fitossanitário para Meloidogyne mayaguensis na cultura da goiabeira no município de Barbalha-CE. In: ENCONTRO UNIVERSITÁRIO DA UFC NO CARIRI, 3., 2011, Juazeiro do Norte-CE. Anais... Juazeiro do Norte, 2011.

NEVES, W. S.; DIAS, M. S. C.; BARBOSA, J. G. Flutuação populacional de nematoides em bananais de Minas Gerais e Bahia (anos 2003 a 2008). Nematologia Brasileira, v. 33, n. 4, p. 281-285, 2009.

PIRES, E. et al. Ocorrência de Meloidogyne incognita raça 3 em lavouras de algodão na região noroeste do Paraná. Nematologia Brasileira, v. 32, n. 1, p. 81-83, 2008.

PONTE, J. J. Nematóides das galhas: espécies ocorrentes no Brasil e seus hospedeiros. Mossoró: ESAM, 1977. 100 p. (Coleção Mossoroense, 54).

PONTE, J. J.; HOLANDA, Y. C. A.; ARAGÃO, M. L. Adendo ao catálogo de plantas hospedeiras de Meloidogyne no Brasil. Nematologia Brasileira, v. 20, n. 1, p. 73-81, 1996.

ROSA, J. M. O.; WESTERICH, J. N.; WILCKEN, S. R. Nematoides das galhas em áreas de cultivo de olerícolas no estado de São Paulo. Nematologia Brasileira, v. 37, n. 1/2, p. 15-19, 2013.

SEVERINO, J. J. et al. Identificação de populações de Meloidogyne spp. parasitas da cana-de-açúcar na região Noroeste do Paraná pelo fenótipo da isoenzima esterase. Nematologia Brasileira, v. 33, n. 3, p. 206-211. 2008.

SILVA, M. C. L; SANTOS, C. D. G. Solenestemon scutellarioides, espécie vegetal de rápida propagação para a multiplicação de nematóides das galhas. Tropical Plant Pathology, v. 37, 2012. (Suplemento).

SOMAVILLA, L. et al. Levantamento e caracterização de espécies do nematóides das galhas em quivi no Rio Grande do Sul, Brasil. Tropical Plant Pathology, v. 36, n. 2, p. 89-94, 2011.

SOUZA, M. R. et al. Manejo do nematóide das galhas da goiabeira em São João da Barra (RJ) e relato de novos hospedeiros. Nematologia Brasileira, v. 30, n. 2 p. 165-169, 2006.

TENENTE, R. C. V. et al. Bibliografia brasileira de nematóides. Brasília: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2002, 400 p. (Documento 76).

TORRES, G. R. C. et al. Ocorrência de Meloidogyne mayaguensis em goiabeira no Estado do Ceará. Nematologia Brasileira, v. 29, n. 1, p. 105-107, 2005.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.