Efeitos de níveis de irrigação na cultura da melancia

Benito Moreira de Azevedo, Francisco Gleyber Cartaxo Bastos, Thales Vinícius de Araújo Viana, Juliana de Lima Rêgo, João Hélio Torres D'Ávila

Resumo


A melancia é considerada uma das mais importantes olerícolas produzidas e comercializadas no Brasil. Os principais centros de produção são os estados do Rio Grande do Sul, Bahia, Maranhão, São Paulo, Piauí, Goiás e Pernambuco. A água é um dos principais insumos que limitam, mais freqüentemente, o rendimento das culturas, reduzindo assim a eficiência do sistema de produção agrícola. Torna-se então necessária, a realização de um manejo adequado da irrigação, para atender às necessidades das culturas e obter um maior retorno econômico. O presente trabalho teve como objetivo, estudar o efeito de níveis de irrigação na cultura da melancia. O experimento foi desenvolvido na Empresa Frutacor, localizada na Chapada do Apodi, no município de Limoeiro do Norte-CE, em uma área de 22 m x 60 m. O delineamento experimental usado foi o de blocos ao acaso. Os níveis de irrigação testados foram 25, 50, 75, 100 e 125% da evaporação no tanque Classe “A” (ECA). Os níveis de irrigação influenciaram nas variáveis peso, comprimento e perímetro médio dos frutos, e produtividade. A variável sólidos solúveis totais (SST) não foi influenciada pelos níveis de irrigação. Os produtores de melancia da região do Baixo Jaguaribe podem utilizar, no cultivo da melancia, um nível de irrigação correspondente a 95% da evaporação no tanque Classe “A”.

Palavras-chave


Necessidade hídrica; Citrullus; Tanque Classe "A"

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.