Qualidade física de um Latossolo sob plantio direto e preparo convencional no semiárido

Rafael Pereira Sales, Arley Figueiredo Portugal, José Aloísio Alves Moreira, Marcos Koiti Kondo, Rodinei Facco Pegoraro

Resumo


Foi avaliada a qualidade física de um Latossolo Vermelho-Amarelo de textura franco-argilo-arenosa do semiárido, cultivado nos sistemas de plantio direto (SPD) e preparo convencional (SPC) com diferentes coberturas vegetais. O experimento foi implantado como parcela única (18 x 18 m) para cada um dos seis tratamentos: dois sistemas de cultivo e três culturas (milho, girassol e sorgo) semeadas no verão, precedentes ao feijão, semeado no outono/inverno, além da mata nativa (MN) como testemunha. Avaliou-se a cobertura morta na superfície do solo, resistência do solo à penetração, carbono orgânico total, estabilidade de agregados em água, densidade do solo, macroporos, microporos, porosidade total e retenção de água nas profundidades 0,00-0,05; 0,05-0,10; 0,10-0,20 e 0,20-0,40 m. Os melhores indicadores físicos de qualidade do solo nas condições do semiárido foram obtidos no solo sob plantio direto com gramíneas. O SPD mantém a agregação do solo semelhante à MN, enquanto o SPC reduz a agregação e o aporte de carbono no solo. As gramíneas no SPD incrementam o teor de carbono no solo, devido à maior produção de cobertura morta em relação ao girassol. O SPD causa maior compactação superficial do solo que o SPC, mas não altera a retenção de água. Os tratamentos não influenciaram nenhum dos atributos na profundidade de 0,20-0,40 m.

Palavras-chave


Agregação; Porosidade; Densidade do solo; Carbono orgânico

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, R. S.; STONE, L. F.; SILVEIRA, P. M. Culturas de cobertura e qualidade física de um Latossolo em plantio direto. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 13, n. 4, p. 411-418, 2009.

ARATANI, R. G. et al. Qualidade física de um Latossolo Vermelho Acriférrico sob diferentes sistemas de uso e manejo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 33, p. 677-687, 2009.

ASSIS, R. L.; LANÇAS, K. P. Agregação de um Nitossolo Vermelho Distroférrico sob sistemas de plantio direto, preparo convencional e mata nativa. Engenharia Agrícola, v. 30, n. 1, p. 58-66, 2010.

BARRETO, R. C. et al. The impact of soil management on aggregation, carbon stabilization and carbono loss as CO2 in the surface layer of a Rhodic Ferralsol in Southern Brazil. Agriculture, Ecosystems and Environment, v. 132, p. 243-251, 2009.

BERTOL, I. et al. Propriedades físicas do solo sob preparo convencional e semeadura direta em rotação e sucessão de culturas, comparadas às do campo nativo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 28, p. 155-163, 2004.

BOLINDER, M. A. et al. The response of soil quality indicators to conservation management. Canadian Journal of Soil Science, v. 79, n. 1, p. 37-45, 1999.

CORRÊA, R. M. et al. Atributos físicos de solos sob diferentes usos com irrigação no semiárido de Pernambuco. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 14, n. 4, p. 358-365, 2010.

COUTINHO, F. S. et al. Estabilidade de agregados e distribuição do carbono em Latossolo sob sistema plantio direto em Uberaba, Minas Gerais. Comunicata Scientiae, v. 1, p. 100-105, 2010.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Cultivo do sorgo. Embrapa Milho e Sorgo, Sistemas de Produção, 2, 2014. Disponível em: . Acesso em: 12 set. 2014.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Sistema brasileiro de classificação de solos. 3. ed. Brasília, 2013, 353 p.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Serviço Nacional de Levantamento e Conservação do Solo. Manual de métodos de análise do solo. Brasília: Ministério da Agricultura, 2011. 212 p.

GARCIA, R. A.; ROSOLEM, C. A. Agregados em um Latossolo sob sistema plantio direto e rotação de culturas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 45, n. 12, p. 1489-1498, dez. 2010.

GIUBERGIA, J. P.; MARTELLOTTO, E.; LAVADO, R. S. Complementary irrigation and direct drilling have little effect on soil organic carbon content in semiarid Argentina. Soil and Tillage Research, v. 134, p. 147–152, 2013.

GOZUBUYUK, Z. et al. Tillage effects on certain physical and hydraulic properties of a loamy soil under a crop rotation in a semi-arid region with a cool climate. Catena, v. 118, p. 195-205, 2014.

HULUGALLE, N. R.; BROUGHTON, K. J.; TAN, D. K. Y. Fine root production and mortality in irrigated cotton, maize and sorghum sown in vertisols of northern New South Wales, Australia. Soil and Tillage Research, v. 146, Part B, p. 313-322, 2015.

KEMPER, W. D.; ROSENAU, R. C. A. Aggregate stability and size distribution. In: KLUTE, A. Methods of soil analysis. 2. ed. Madison: American Society of Agronomy : Soil Science Society of America Journal, 1986. p. 425-441.

MUÑOZ, A.; LÓPEZ-PIÑEIRO, A.; RAMÍREZ, M. Soil quality attributes of conservation management regimes in a semi-arid region of south western Spain. Soil and Tillage Research, v. 95, n. 1/2, p. 255-265, 2007.

PAUSCH, J. et al. Plant inter-species effects on rhizosphere priming of soil organic matter decomposition. Soil Biology and Biochemistry, v. 57, p. 91-99, fev. 2013.

PORTUGAL, A. F. et al. Alterações em propriedades físicas do solo em ecossistemas de floresta após a implantação de pastagem no extremo oeste do Acre. In: ARAÚJO, E. A.; LANI, J. L. Uso sustentável de ecossistemas de pastagens cultivadas na Amazônia Ocidental. Rio Branco: SEMA, 2012. 142 p.

RADFORD, B. J. et al. Amelioration of soil compaction can take 5 years on a Vertisol under no till in the semi-arid subtropics. Soil and Tillage Research, v. 97, n. 2, p. 249–255, 2007.

RANGEL, O. J. P.; SILVA, C. A. Estoques de carbono e nitrogênio e frações orgânicas de Latossolo submetido a diferentes sistemas de uso e manejo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 31, p. 1609-1623, 2007.

SÁ J. C. M. et al. Crescimento radicular, extração de nutrientes e produção de grãos de genótipos de milho das diferentes quantidades de palha de aveia-preta do plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 34, p. 1207-1216, 2010.

SÁ, J. C. M. et al.. Long-termtillage systems impacts on soil C dynamics, soil resilience and agronomic productivity of a Brazilian Oxisol. Soil and Tillage Research, v. 136, p. 38-50, 2014.

SANTOS, R. D. et al. Manual de descrição e coleta de solo no campo. 5. ed., Viçosa, MG: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2005. 92 p.

SCHIAVO J. A; COLODRO G. Agregação e resistência a penetração de um Latossolo Vermelho sob sistema de integração lavoura-pecuária. Bragantia, v. 71, p. 406-412, 2012.

SKOPP, J.; JAWSON, M. D.; DORAN, J. W. Steady-state aerobic microbial activity as a function of soil water content. Soil Science Society of America Journal, v. 54, p. 1619-1625. 1990.

TISDALL, J. M.; OADES, J. M. Organic matter and water-stable aggregates in soils. Journal of Soil Science, v. 33, n. 1, p. 141-163, 1982.

TORMENA, C. A.; SILVA, A. P.; LIBARDI, P. L. Caracterização do intervalo hídrico ótimo de um Latossolo Roxo sob plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 22, p. 573-581, 1998.

YEOMANS, J. C.; BREMNER, J. M. A rapid and precise method or routine determination of organic carbon in soil. Communications in Soil Science and Plant Analysis, v. 19, p. 1467-1476, 1988.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.