Comportamento em pastejo e ingestivo de caprinos em sistema silvipastoril

Jandson Vieira Costa, Maria Elizabete Oliveira, Rosianne Mendes de Andrade da Silva Moura, Manoel de Jesus Nunes da Costa Júnior, Marcônio Martins Rodrigues

Resumo


Foi avaliado o efeito das diferentes idades de rebrotação da Leucaena leucocephala, associada a gramíneas forrageiras sobre o consumo de forragem e o comportamento de caprinos em sistema silvipastoril. Adotou-se o delineamento inteiramente casualizado com três tratamentos e cinco repetições. Avaliou-se três idades de rebrotação da leucena 45; 60 e 75 dias, com cinco dias de ocupação. O estrato herbáceo foi manejado com idades de 30 dias de rebrotação; foram utilizadas fêmeas mestiças da raça Anglonubiana, cujo comportamento em pastejo foi observado a cada dez minutos, das 8h às 17h. Durante as atividades realizadas pelos animais como ruminação, ócio, deslocamento e pastejo, identificou-se qual a fonte de alimento, se leucena ou estrato herbáceo. A cada duas horas foram aferidas taxa de bocados, levando em consideração o tempo gasto pelos animais para a realização de 20 apreensões. Para a avaliação do consumo foi realizado um teste de pastejo em três dias de ocupação do piquete. O tempo de pastejo foi a atividade mais executada pelos animais com 7,34h e não diferiu significativamente (P>0,05) entre as idades de rebrotação, seguido pelos tempos de deslocamento (1,36h), ruminação (0,51h), e ócio (0,39h). Não houve diferença significativa (P>0,05) para a taxa de bocados, massa de forragem total, taxa de ingestão, e consumo diário. O manejo das idades de rebrotação da leucena em sistema silvipastoril contribui de forma satisfatória para a produção de forragem de leucena e de gramíneas forrageiras e não interfere no comportamento em pastejo e ingestivo de caprinos. As gramíneas constituem-se no componente de maior preferência da dieta dos caprinos no sistema silvipastoril: leucena-gramíneas forrageiras.

Palavras-chave


Caprinos; Leucena (Leucaena Leucocephala); Nutrição animal

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, C. M. S. et al. Crescimento de gramíneas e leguminosas forrageiras tropicais sob sombreamento. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 39, n. 3, p. 263-270, 2004.

ARAÚJO, D. L. C. et al. Terminação de ovinos da raça Santa Inês em pastejo rotacionado dos capins Tifton-85, Tanzânia e Marandu, com suplementação. Revista Científica de Produção Animal, v. 10, n. 2, p.150-161, 2008.

AREGHEORE, E. M. Voluntary intake and digestibility of three forms of leucaena to basal diet of guinea grass. Asian-Australasian Journal of Animal Sciences. v. 15, n. 8, p. 1139-1146, 2002.

BARROS, C. S. et al. Comportamento de caprinos em pastos de Brachiaria hibrida cv. Mulato. Revista da Faculdade de Zootecnia, Veterinária e Agronomia, v. 14, n. 2, p. 187-206, 2007.

COSTA, N. de L.; OLIVEIRA, J. R. de. Efeito da altura e frequência de corte sobre a produtividade e composição mineral da leucena. In: REUNIÃO ANUAL DASOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 1997, Juiz de Fora. Anais... Juiz de Fora, 1997. p. 266-268. v. 2.

COSTA, K. C. G. et al. Avaliação da qualidade nutricional da leucena em banco forrageiro de corte no sudeste do Pará. Revista Agroecossistemas, v. 3, n. 1, p. 7-12, 2011.

COSTA, N. de L. et al. Efeito do diferimento sobre a produção de forragem e composição química da leucena. Revista Científica de Produção Animal, v. 6, n. 2, p. 16-22, 2004.

DETMANN, E. et al. Métodos para análise de alimentos: INCT - Ciência Animal. Visconde do Rio Branco: Suprema, 2012. 214 p.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Centro Nacional de Pesquisa de solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. Rio de Janeiro: Embrapa- CNPS; Brasília: SCT, 1999. 412 p.

FORBES, T. D. A.; HODGSON, J. Comparative studies of the influence of sward conditions on the ingestivo behavior of cows and sheep. Grass and Forage Science, v. 40, p. 69-77, 1985.

JAMIESON, W. S.; HODGSON, J. The effect of variation in sward characteristics upon the ingestive behavior and herbage intake of calves and lambs under continuous stocking management. Grass and Forage Science, v. 34, n. 4, p. 273-281, 1979.

KANANI, J.; LUKEFAHR S. D.; STANKO, R. L. Evaluation of tropical forage legumes (Medicago sativa, Dolichos lablab, Leucaena leucocephala and Desmanthus bicornutus) for growing goats. Small Ruminant Research, v. 65, n. 1/2, p. 1-7, 2006.

LACERDA, M. S. B. et al. Composição bromatológica e produtividade do capim-andropógon em diferentes idades de rebrotação em sistema silvipastoril. Acta Scientiarum: Animal Sciences, v. 31, n. 2, p. 123-129, 2009.

LONGO, C. et al. Voluntary intake, apparent digestibility and nitrogen balance by sheep supplemented with Leucaena leucocephala. Livestock Research of Rural Development, v. 20, n. 11, 2008. Disponível em: . Acesso em: 01 fev. 2015.

MALAFAIA, P. et al. Distúrbios comportamentais em ruminantes não associados a doenças: origem, significado e importância. Pesquisa Veterinária Brasileira, v. 31, n. 9, p. 781-790, 2011.

MIURA, C. L. Q. et al. Produtividade de leucena e de pau-ferro submetidas a três alturas de corte, sob irrigação. Revista Científica de Produção Animal, v. 3, n. 2, p. 79-90, 2001.

NOGUEIRA, N. W. et al. Alternativas alimentares para ovinos e caprinos no semiárido brasileiro. Revista Verde. v. 5, n. 2, p. 05-12, 2010.

PENNING, P. D.; HOOPER, G. E. An evaluation of the use of short-term weight changes in grazing sheep for estimating herbage intake. Grass and Forage Sciences, v. 40, n. 1, p 79-84, 1985.

PIAZZETTA, H. V. L. et al. Comportamento ingestivo de cordeiros em terminação a pasto. Acta Scientiarum: Animal Sciences, v. 31, n. 3, p. 227-234, 2009.

RIBEIRO, A. M. et al. Canopy characteristics, animal behavior and forage intake by goats grazing on Tanzania-grass pasture with different heights. Acta Scientiarum: Animal Sciences, v. 34, n. 4, p. 371-378, 2012.

RODRIGUES, M. M. et al. Forage intake and behavior of goats on Tanzania-grass pasture at two regrowth ages. Acta Scientiarum: Animal Sciences, v. 35, n.1, p. 37-41, 2013.

RUFINO, M. de O. A. et al. Goat milk production and quality on Tanzania-grass pastures, with supplementation. Acta Scientiarum: Animal Sciences, v.34, n.4, p. 417-423, 2012.

SAS. Statistical Analysis System Institute Inc. SAS/STAT User’s. Guide. V. 8.11. Cary: SAS Institute, 2002.

SILVA, D. C.; QUIEROZ, A. C. Análise de alimentos: métodos químicos e biológicos. 3. ed. Viçosa: UFV, 2002. 235 p.

SOUZA, G. B. et al. Método alternativo para determinação de fibra em detergente neutro ácido. São Carlos: EMBRAPA Pecuária Sudeste, 1999. 21 p. (Pecuária Sudeste. Boletim de Pesquisa, 4).

VELOSO FILHO, E. S. et al. Comportamento de caprinos em pastagem de capim-marandu manejado sob lotação rotacionada em duas idades de rebrotação. Comunicata Scientiae, v. 4, n. 3, p. 238-243, 2013.

VERAS, V. S. et al. Produção de biomassa e estrutura do pasto de capim-andropógon em sistema silvipastoril e monocultura. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 62, n. 1, p. 200-207, 2010.

ZANINE, A. M. Tempo de pastejo, ócio, ruminação e taxa de bocadas de bovinos em pastagens de diferentes estruturas morfológicas. Revista Electrónica de Veterinaria - REDVET, v. 7, n. 1, p. 1-10, 2006.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.