Rustificação in vitro em diferentes ambientes e aclimatização de microplantas de Comanthera mucugensis Giul. subsp. mucugensis

Alone Lima-Brito, Mara Marcia Sampaio Albuquerque, Sheila Vitoria Resende, Claudia Elena Carneiro, José Raniere Ferreira Santana

Resumo


Neste estudo foi avaliada a influência da radiação fotossinteticamente ativa (RFA) e do fechamento do recipiente de cultivo na rustificação das plantas in vitro e na sobrevivência das mudas aclimatizadas de Comanthera mucugensis Giul. subsp. mucugensis, tendo em vista aumentar a taxa de sobrevivência durante a aclimatização. Os brotos micropropagados em meio MS ½ foram mantidos sob três RFAs: 60; 120 e 300 µmol m-2 s-1. Após 40 dias da inoculação, o filme PVC utilizado para fechar os tubos foi substituído por três tipos de fechamento: PVC, tampa plástica e algodão. Aos 60 dias de cultivo, foram realizadas análises anatômicas, de perda de água e do crescimento das plantas. Para a aclimatização, parte das plantas foram transferidas para viveiro e cobertas com garrafas PET. As maiores taxas de crescimento e sobrevivência in vitro foram obtidas a 60 µmol m-2 s-1 de RFA. Os resultados de crescimento para a maioria dos parâmetros avaliados não diferiram entre PVC e tampa plástica, sendo significativamente superiores às médias obtidas no tratamento com algodão, independente da RFA. A espécie não demonstrou plasticidade fenotípica para os caracteres foliares avaliados. As maiores médias para porcentagem de sobrevivência na aclimatização foram obtidas nas plantas oriundas dos tratamentos com PVC (76.12%) e tampa (73.28%) sob RFA de 60 µmol m-2 s-1. Estes resultados indicam que a micropropagação convencional é um método viável para a produção de mudas de C. mucugensis subsp. mucugensis.

Palavras-chave


Sempre-viva; Rustificação; Aeração; Luz

Texto completo:

PDF

Referências


BADR, A. et al. Metabolic profiling of photoautotrophic and photomixotrophic potato plantlets (Solanum tuberosum) provides new insights into acclimatization. Plant Cell, Tissue and Organ Culture, v. 107, p. 13-24, 2011.

BUKATSCH, F. Bermerkungen zur Doppelfarbung Astrablau-Safranin. Mikrokosmos, v. 61, p. 255-255, 1972.

BARBOZA, S. B. S. C. et al. Anatomia foliar de plantas micropropagadas de abacaxi. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 41, n. 2, p. 185-194, 2006.

BATAGIN, K. D. et al. Alterações morfológicas foliares em abacaxizeiro cv IAC “Gomo-de-mel” micropropagados e aclimatizados em diferentes condições de luminosidade. Acta Botânica Brasílica, v. 23, n. 1, p. 85-92, 2009.

BELLINTANI M. C. et al. Efeito da ventilação in vitro na aclimatização de plantas micropropagadas de Orthopytum mucugense Wand e Conceição. Revista Brasileira de Biociências, v. 5, n. 2, p. 1098-1100, 2007.

BOSA, N. et al. Enraizamento e aclimatização de plantas micropropagadas de gipsofila. Horticultura Brasileira, v. 21, n. 2, p. 207-210, 2003.

CERQUEIRA, C. O.; FUNCH, L. S.; BORBA, E. L. Fenologia de Syngonanthus mucugensis Giul. subsp. mucugensis e S. curralensis Moldenke (Eriocaulaceae), nos municípios de Mucugê e Morro do Chapéu, Chapada Diamantina, BA, Brasil. Acta Botânica Brasílica, v. 22, n. 4, p. 962-969, 2008.

COSTA, F. H. da S. et al. Crescimento e anatomia foliar de bananeiras submetidas a diferentes condições de cultivo in vitro. Bragantia, v. 68, n. 2, p. 303-311, 2009.

DECCETTI, S. F. C. et al. Effect of the culture environment on stomatal features, epidermal cells and water loss of micropropagated Annona glabra L. plants. Scientia Horticulturae, v. 117, p. 341-344, 2008.

ERIG, A. C.; SCHUCH, M. W. Micropropagação fotoautotrófica e uso da luz natural. Ciência Rural, v. 35, n. 4, p. 961-965, 2005.

FERREIRA, D. F.; SISVAR versão 4.3: sistema de analises estatísticas. Lavras: UFLA, 2003.

GIROTTO. L. et al. Tolerância à seca de genótipos de trigo utilizando agentes indutores de estresse no processo de seleção. Revista Ceres, v. 59, n.2, p. 192-199, 2012.

GRATTAPAGLIA, D.; MACHADO, M. A. Micropropagação. In: TORRES, A. C.; CALDAS, L. S.; BUSO, J. A. Cultura de tecidos e transformação genética de plantas. Brasília: Embrapa SPI: Embrapa CNPH, 1998. v.1, p. 43-76.

HAZARIKA, B. N. Morpho-physiological disordens in vitro culture of plants. Scientia Horticulturae, v. 108, n. 2, p. 105-120, 2006.

HOMAYOUN, P. H.; DALIRI, M. S.; MEHRABI, P. Study os PEG stress effects on wheat (Triticum aestivum L.) cultivares al germination stage. Middle–East Journal of Scientific Research, v. 9, n. 1, p. 71-74, 2011.

KHAN, P. S. S. V. et al. Growth and water relations of Paulownia fortunei under photomixotrophic and photoautotrophic conditions. Biologia Plantarum, v. 46, n. 2, p. 161-166, 2003.

LABOURIAU, L. G.; OLIVEIRA, J. G.; SALGADO-LABORIAU M. L. Transpiração de Schizolobium parahyba (Vell.) Toledo I: comportamento na estação chuvosa, nas condições de Caeté, Minas Gerais. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 33, n. 2, p. 237-257, 1961.

LARCHER, W. Ecofisiologia Vegetal. São Carlos: RIMA Artes e Textos, 2000. 531 p.

LIMA-BRITO, A. et al. In vitro morphogenesis of Syngonanthus mucugensis Giul. subsp. mucugensis. Ciência e Agrotecnologia, v. 35, n. 3, p. 502-510, 2011.

MACIEL, A. L. R.; SILVA, A. B.; PASQUAL, M. Aclimatação de plantas de violeta (Saintpaulia ionantha Wendl) obtidas in vitro: efeitos do substrato. Ciência e Agrotecnologia, v. 24, n. 1, p. 9-12, 2000.

MILLS, D.; TAL, M. The effect of ventilation on in vitro response of seedlings of the cultivated tomato na its wild salt - tolerant relative Licopersicon pennellii to salt stress. Plant Cell Tissue and Organ Culture, v. 78, p. 209-216, 2004.

MURASHIGE, T.; SKOOG, F. A revised medium for rapid growth and bioassays with tobacco tissue culture. Physiologia Plantarum, v. 15, p. 473-497, 1962.

OLIVEIRA, Y. et al. Pré-aclimatização in Vitro de abacaxi-ornamental. Ciência e Agrotecnologia, Edicão Especial, v. 34, p. 1647-1653, 2010. Edição especial.

PEGO, R. G.; PAIVA, P. D. O.; PAIVA, R. Micropropagation of Syngonanthus elegantulus. Ciência e Agrotecnologia, v.37, n.1, p. 32-39, 2013.

PEGO, R. G.; PAIVA, P. D. O.; PAIVA, R. Micropropagation protocol for Syngonanthus elegans (Bong.) Ruhland: an ornamental species. Acta Scientiarum, v.36, n.2, p. 347-353, 2014.

PEREIRA, A. C. S.; BORBA, E. L.; GIULIETTI, A. M. Genetic and morphological variability of the endangered Syngonanthus mucugensis Giul. (Eriocaulaceae) from the Chapada Diamantina, Brazil: implications for conservation and taxonomy. Botanical Journal of the Linnean Society, v. 153, p. 401-416, 2007

ROCHA, M. A. C. et al. Enraizamento in vitro e aclimatização de genótipos de jenipapeiro (Genipa americana L.). Revista Brasileira de Fruticultura, v. 30, n. 3, p. 769-774, 2008.

SANTANA, J. R. F et al. Estímulo do comportamento fotoautotrófico durante o enraizamento in vitro de Annona glabra L. II. Anatomia foliar antes da aclimatização. Ciência e Agrotecnologia, v. 32, p. 640-644, 2008.

SCATENA, V. L.; VICHI, D. V.; PARRA, L. R. Anatomia de escapos, folhas e brácteas de Comanthera sect. Eulepis (Bong. ex Koern.) Ruhland (Eriocaulaceae). Acta Botânica Brasílica, v. 18, n. 4, p. 825-837, 2004.

SILVA, A. B. et al. Efeito da luz e do sistema de ventilação natural em abacaxizeiro (Bromeliaceae) micropropagado. Bioscience Journal, v. 30, n. 2, p. 380-386, 2014.

SILVA, A. L. L. et al. Pré-aclimatização e aclimatização em cultivo hidropônico de plantas micropropagadas de Eucalyptus saligna Sm. Revista Acadêmica Ciências Agrárias e Ambientais, v. 9, n. 2, p. 179-184, 2011.

SILVEIRA, D. G. et al. Aspectos morfofisiológicos na pré-aclimatização in vitro e aclimatização de plantas de caroá. Revista Ciência Agronômica, v. 44, n. 3, p. 544-553, 2013.

ZOBAYED, S. M. A.; ARMSTRONG, J.; ARMSTRONG, W. Leaf anatomy of in vitro tobacco and cauliflower plantlets as affected by different types of ventilation. Plant Science, v. 161, p. 537- 548, 2001.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.