Diversidade genética em linhagens avançadas de soja oriundas de cruzamentos biparentais, quádruplos e óctuplos

José Arantes Ferreira Júnior, Sandra Helena Unêda-Trevisoli, Sybelli Magda Coelho Gonçalves Espindola, Viviane Formice Vianna, Antônio Orlando Di Mauro

Resumo


O objetivo do presente trabalho foi analisar a diversidade genética e o desempenho agronômico de um grupo de linhagens avançadas e superiores de soja, oriundas de cruzamentos biparentais, quádruplos e óctuplos, para identificar futuras combinações superiores e promissoras. O experimento foi conduzido na área experimental da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Campus de Jaboticabal, São Paulo. Os caracteres avaliados foram: número de dias para floração, altura da planta na floração, número de dias para maturidade, altura da planta na maturidade, altura de inserção da primeira vagem, número de ramos, número de vagens por planta, valor agronômico, acamamento, peso de cem sementes e produtividade de grãos. Para o cálculo das distâncias fenotípicas foi utilizada a distância generalizada de Mahalanobis e a contribuição relativa de cada caráter. Dentre os genótipos analisados, 19 linhagens obtiveram altos rendimentos, sendo superiores às testemunhas (V-max, CD 216, CD 219 e Conquista). A maior distância encontrada foi entre as linhagens JAB 41 e JAB 17 (279,81), seguidas por JAB 40 e JAB 17 (261,38) e entre JAB 40 e JAB 22 (255,46). Verificou-se a formação de seis grupos pelo agrupamento de Ward, indicando a presença de variabilidade genética entre as linhagens avaliadas. O aumento do número de genitores não foi determinante para o aumento da diversidade genética entre as linhagens, bem como não foi o fator responsável pelo agrupamento ou não dos genótipos avaliados.


Palavras-chave


Glycine max; Dissimilaridade; Produtividade;. Ward

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, R. D.; PELUZIO, J. M.; AFFÉRRI, F. S. Divergência genética entre cultivares de soja, sob condições de várzea irrigada, no sul do Estado Tocantins. Revista Ciência Agronômica, v. 42, n. 1, p. 108-115, 2011.

AMORIM, E. P. et al. Divergência genética em genótipos de girassol. Ciência e Agrotecnologia, v. 31, n. 6, p. 1637-1644, 2007.

AZEVEDO, P. H. et al. Divergência genética entre genótipos de soja ausentes de enzimas lipoxigenases. Revista Ceres, v. 51, n. 298, p. 663-670, 2004.

BIZARI, E. H. et al. O. Genetic diversity in early-maturing soybean genotypes based on biometric and molecular parameters. Journal of Food, Agriculture & Environment, v. 12, n. 1, p. 259-265, 2014.

BONATO, A. L. V. et al. Genetic similarity among soybean [Glycine max (L) Merrill] cultivars released in Brazil using AFLP markers. Genetics and Molecular Biology, v. 29, n. 4, p. 692-704, 2006.

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. Séries históricas. Disponível em: . Acesso em: 6 dez. 2012.

CRUZ, C. D.; FERREIRA, F. M.; PESSONI, L. A. Diversidade genética- Importância. In: CRUZ, Cosme Damião; FERREIRA, Fabio Medeiros; PESSONI, Luiz Alberto. Biometria aplicada ao estudo da diversidade genética. Viçosa: Suprema, 2011. p. 2-28.

CRUZ, C. D.; CARNEIRO, P. C. S. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético. v.2, Viçosa: UFV, Imprensa Universitária, 2003, 585p.

DOTTO, M. A. et al. Divergência genética entre cultivares comerciais de milho em baixas altitudes no Tocantins, safra 2007/2008. Revista Ciência Agronômica, v. 41, n. 4, p. 630-637, 2010.

FARIA, A. P. et al. Ganho genético na cultura da soja. Genetic gain in soybean crop, Semina: Ciencias Agrárias, v. 28, n. 1, p. 71-78, 2007.

FEHR, W. P.; CAVINESS, C. E. Stages of soybean development. Agriculture and Home Economics Experiment Station and Cooperative Extension Service. Ames: Iowa State University, 1977. 11p. (Special Report 80)

GONÇALVES, E. C. P.; DI MAURO, A. O.; CARGNELUTTI FILHO, A. Adaptabilidade e estabilidade de genótipos de soja conduzidos em duas épocas de semeadura, região de Jaboticabal - SP. Científica, v. 35, n. 1, p. 61-70, 2007.

HYTEN, D. L. et al. Impacts of genetic bottlenecks on soybean genome diversity. Proceedings of the National Academy of Science of the United States of America, v. 103, p. 16666-16671, 2006.

MALIK, M. F.; A. et al. Assessment of genetic variability, correlation and path analyses for yield and its components in soybean. Pakistan Journal of Botany, v. 39, n. 2, p. 405-413, 2007.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO (MAPA). Requisitos mínimos para determinação do Valor de Cultivo e Uso de soja (Glycine max) para inscrição no Registro Nacional de Cultivares - RNC. Disponível em: . Acesso em: 2 dez. 2012.

MIRANDA, Z. F. S. et al. Genetic characterization of ninety elite soybean cultivars using coefficient of parentage. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 42, n. 3, p. 363-369, 2007.

PELUZIO, J. M. et al. Adaptabilidade e estabilidade de cultivares de soja em várzea irrigada no Tocantins. Revista Ciência Agronômica, v. 41, n. 3, p. 427-434, 2010.

RIGON, J. P. G. et al. Dissimilaridade genética e análise de trilha de cultivares de soja avaliada por meio de descritores quantitativos. Revista Ceres, v. 59, n. 2, p. 233-240, 2012.

SANTOS, E. et al. Divergência genética entre genótipos de soja, cultivados em várzea irrigada. Revista Ceres, v. 58, n. 6, p. 755-764, 2011.

SCOTT, A. J.; KNOTT, M. A. Cluster analysis methods for grouping means in the analysis of variance. Biometrics, v. 30, n.3, p.507-512, 1974.

SINGH, D. The relative importance of characters affecting genetic divergence. The Indian Journal of Genetic and Plant Breeding, v. 41, n. 2, p. 237-245, 1981.

STATSOFT, Inc. (2004). STATISTICA (data analysis software system), version 7.

SUDRÉ, C. P. et al. Divergência genética entre acessos de pimenta e pimentão utilizando técnicas multivariadas. Horticultura Brasileira, v. 23, n. 1, p. 22-27, 2005.

VOGT, G. A.; BALBINOT JÚNIOR, A. A.; SOUZA, A. M. Divergência genética entre cultivares de girassol no Planalto Norte Catarinenses. Scientia Agrária, v. 11, n. 4, p.307-315, 2010.

WYSMIERSKI, P. T.; VELLO, N. A. The genetic base of Brazilian soybean cultivars: evolution over time and breeding implications. Genetics and Molecular Biology, v. 36, n. 4, p. 547-555, 2013.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.