Extração da mucilagem em sementes de Genipa americana L. visando o potencial fisiológico

Amanda Kelly Dias Bezerra, Givanildo Zildo da Silva, Luciana Cordeiro do Nascimento, Riselane de Lucena Alcântara Bruno, José George Ferrira Medeiros

Resumo


Frutífera pertencente à família Rubiaceae, o jenipapo (Genipa americana L.) apresenta ampla distribuição em regiões tropicais úmidas e subtropicais da América Latina. Suas sementes apresentam densa mucilagem aderida, a qual pode prejudicar a germinação favorecendo ao desenvolvimento de microrganismos, requerendo desta forma, operações para a sua eliminação. Diante do exposto, objetivou-se avaliar o potencial fisiológico em lotes de sementes de jenipapo sob diferentes métodos de extração da mucilagem. Frutos provenientes de quatro matrizes de jenipapeiro do município de Areia, PB, foram submetidos aos métodos de extração da mucilagem das sementes: manual com peneira, água corrente e areia; fermentação; centrifugação e H2SO4. Avaliou-se o potencial fisiológico das sementes quanto ao teor de água, germinação, primeira contagem e índice de velocidade de germinação, comprimento e massa seca, emergência de plântulas e teste de sanidade. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado e as médias comparadas pelo teste de Tukey (p < 0,05). O teor de água das sementes foi semelhante entre os lotes. Os diferentes métodos de extração da mucilagem de sementes de jenipapo avaliados não influenciaram a germinação, mantendo a viabilidade, entretanto, quando avaliadas quanto ao vigor, as sementes extraídas na peneira mostram-se superior quando comparadas aos outros métodos. Assim, o método da remoção da mucilagem das sementes de jenipapo em peneira com areia proporcionou sementes com alto potencial fisiológico, não havendo influência na qualidade sanitária destas sementes.

Palavras-chave


Jenipapo; Mucilagem Vegetal; Beneficiamento

Texto completo:

PDF

Referências


AGARWAL, V. K.; SINCLAIR, J. B. Principles of seed pathology, Florida: CRC Press, 1987. 168 p. v. 2.

ANDRADE, A. C. S. et al. Germinação de sementes de jenipapo: temperatura, substrato e morfologia do desenvolvimento pós-seminal. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 35, n. 3, p. 609-615, 2000.

ÁVILA, M. R. et al. Componentes do rendimento, teores de isoflavonas, proteínas, óleo e qualidade de sementes de soja. Revista Brasileira de Sementes, v. 29, n. 3, p. 111-127, 2007.

BARROS, D. I. et al. Métodos de extração de sementes de mangaba visando à qualidade fisiológica. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 28, n. 1, p. 25-27, 2006.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Brasília: MAPA/ACS, 2009. 399 p.

CARMONA, R.; REZENDE, L. P.; PARENTE, T. V. Extração química de sementes de gabiroba (Campomanesia adamantium Camb.). Revista Brasileira de Sementes, v. 16, n. 1, p. 31-11, 1994.

CHOW, Y. J.; LIN, C. H. p-Hydroxibenzoic acid the major phenolic germination inhibitor of papaya seed. Seed Science and Technology, v. 19, n. 1, p. 167-174, 1991.

FREITAS, S. J. et al. Métodos de remoção da sarcotesta na germinação de Sementes de jaracatiá. Revista Árvore, v. 35, n. 1, p. 91-96, 2011.

JUDD, W. S. et al. Plant systematics. 2. ed. Sunderland: Sinauer, 2002. 576 p.

MAGUIRE, J. D. Speed of germination aid selection and evaluation for seedling emergence and vigour. Crop Science, v. 2, n. 2, p. 176-177, 1962.

MARCOS FILHO, J. Testes de vigor: importância e utilização. In: KRZYZANOWSKI, F. C.; VIEIRA, R. D.; FRANÇA NETO, J. B. (Ed.). Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina: ABRATES, 1999. cap. 1. p. 1-1.21.

MARTINS, C. C. et al. Temporary storage of jussara palm seeds: effects of time, temperature and pulp on germination and vigor. Horticultura Brasileira, v. 22, n. 2, p. 271-276, 2004.

NAKAGAWA, J. Testes de vigor baseados no desempenho de plântulas. In: KRZYZANOWSKI, F. C.; VIEIRA, R. D.; FRANÇA-NETO, J. B. (Ed.). Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina: ABRATES, 1999. cap. 2, p. 1-24.

NEERGAARD, P. Seed pathology. London: Mac Millan, 1979. 839 p. v. 1.

OLIVEIRA, G. P. et al. Avaliação física, fisiológica e sanitária de sementes de soja de duas regiões de Mato Grosso. Revista Agrarian, v. 5, n. 16, p. 106-114, 2012.

OLIVEIRA, L. M. et al. Períodos e ambientes de secagem na qualidade de sementes de Genipa americana L. Semina: Ciências Agrárias, v. 32, n. 2, p. 495-502, 2011.

OSIPI, E. A. F.; LIMA, C. B.; COSSA, C. A. Influência de métodos de remoção do arilo na qualidade fisiológica de sementes de Passiflora alata Curtis. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 33, p. 680-685, 2011. Número Especial.

SANTOS, A. R. F.; SILVA-MANN, R.; FERREIRA, R. A. Restrição hídrica em sementes de jenipapo (Genipa americana L.). Revista Árvore, v. 35, n. 2, p. 213-220, 2011.

SILVA, D. B. et al. Jenipapo. In: VIEIRA, R. F. et al. (Ed.). Frutas nativas da região Centro-Oeste do Brasil. Brasília: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia. 2006. cap. 17. p. 303-322.

SOUZA, V. C.; LORENZI, H. Botânica sistemática. 2. ed. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2005. 704 p.

TAYLORSON, R. B.; HENDRICKS, S. B. Dormancy in seeds. Annual Review of Plant Physiology, v. 28, n. 1, p. 331-354, 1977.

VIEIRA, F. A.; GUSMÃO, E. Efeitos de giberelinas, fungicidas e do armazenamento na germinação de Genipa americana L. (Rubiaceae). Cerne, v. 12, n. 2, p. 137-144, 2006.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.