Métodos para acelerar e uniformizar a emergência de plântulas de Schizolobium amazonicum

Eleandro Candido Dapont, Josué Bispo da Silva, Jakson Domingos de Oliveira, Charline Zaratin Alves, Alek Sandro Dutra

Resumo


A dormência intensa verificada em sementes de Schizolobium amazonicum dificulta o processo de formação de mudas. O objetivo deste trabalho foi testar procedimentos para acelerar e uniformizar a emergência de plântulas de paricá. Foram utilizadas sementes coletadas de diversas matrizes na Floresta Estadual do Antimary, Acre. Os tratamentos constaram de sementes intactas (testemunha), escarificação com ácido sulfúrico concentrado (imersão por 5; 10; 15; 20; 25; 30; 35; 40; 45 e 50 min), imersão em água aquecida (60 ºC, 80 ºC e 100 ºC), escarificação da porção basal da semente com lixa, escarificação com punção por meio de perfurações na maior porção lateral do tegumento, e escarificação com esmeril elétrico na lateral do tegumento. Os efeitos dos tratamentos foram avaliados por meio da emergência de plântulas (EP) e do índice de velocidade de emergência (IVE) em seis momentos de observação, além da frequencia relativa e do tempo médio de emergência nos melhores resultados. O delineamento estatístico foi o inteiramente casualizado com quatro repetições em esquema fatorial para a EP e em arranjo simples para o IVE. A máxima EP em menor tempo pode ser conseguida com uso do punção, imersão em água fervente (100 ºC) e do esmeril elétrico.


Palavras-chave


Paricá; Dormência; Sementes florestais

Texto completo:

PDF

Referências


AZEREDO, G. A. et al. Germinação em sementes de espécies florestais da mata atlântica (Leguminoseae) sob condições de casa de vegetação. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 33, n. 1, p. 11-16, 2003.

BIANCHETTI, A.; RAMOS, A. Quebra de dormência de sementes de guapuruvu (Schizolobium parahyba (Vellozo) Blake). Boletim de Pesquisa Florestal, n. 3, p. 69-76, 1981.

BIANCHETTI, A.; TEIXEIRA, C. A. D.; MARTINS, E. Tratamentos para superar a dormência em sementes de bandarra (Schizolobium amazonicum Huber ex Ducke). Colombo: Embrapa Florestas, 1997. 2 p. (Comunicado Técnico, 20).

BRASIL. Ministerio da agricultura e Reforma Agraria. Secretaria Nacional de Defesa Agropecuaria. Regras para análise de sementes. Brasilia, 2009. 365 p.

CARVALHO, P. E. R. Paricá: (Schizolobium amazonicum). Colombo: Embrapa Florestas, 2007. 8 p. (Circular Técnica, 142)

CARVALHO, N. M.; NAKAGAWA, J. Sementes: ciencia, tecnologia e producao. Jaboticabal: FUNEP, 2000. 588 p.

CRUZ, E. D.; CARVALHO, J. E. U. Métodos de superação de dormência em Schizolobium amazonicum Huber ex Ducke (leguminosae – caesalpinioideae) seeds. Revista Brasileira de Sementes, v. 28, n. 3, p. 108-115, 2006.

CRUZ, E. D.; MARTINS, F. O.; CARVALHO, J. E. U. Biometria de Frutos e Sementes e Germinação de Jatobá-curuba (Hymenaea intermedia Ducke, Leguminosae – Caesalpinioideae). Revista Brasileira de Botânica, v. 24, n. 1, p. 161-165, 2001.

CRUZ, E. D.; CARVALHO, J. E. U.; QUEIROZ, R. J. B. Scarification with sulphuric acid of Schizolobium amazonicum Huber ex Ducke seeds - Fabaceae. Scientia Agricola, v. 64, n. 3, p. 308-313, 2007.

DAMIÃO FILHO, C. F.; MORO, F. V. Morfologia vegetal. 2ª. ed. FUNEP: Jaboticabal, 2005. 172 p.

GARCIA, L. C.; SOUZA, S. G. A.; COLARES, L. M. L. Superação de dormência tegumentar em sementes de paricá (Schizolobium amazonicum). Informativo ABRATES, v. 15, n. 1/2/3, p. 274, 2005.

GUERRA, M. P. et al. Comportamento de mudas de Schizolobium parahyba (Veloso) Blake, em viveiro, submetidas a diferentes métodos de quebra de dormência e sistemas de semeadura. Insula, n. 12, p. 39-52, 1982.

LABOURIAU, L. G. A germinação das sementes. Washington: OEA, 1983. 174 p.

LABOURIAU, L. G.; VALADARES, M. E. B. On the germination of seeds Calotropis procera (Ait.) Ait.f. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 48, n. 2, p. 263-284, 1976.

LEÃO, N. V. M.; CARVALHO, J. E. U. Métodos para superação da dormência de sementes de paricá Schizolobium amazonicum Huber. ex Ducke. Informativo ABRATES, v. 5, n. 2, p. 169, 1995.

LIMA JUNIOR, M. J. V. (Ed.) Manual de Procedimentos para Análise de Sementes Florestais. UFAM: Manaus, 2010. 146 p.

MAGUIRE, J. D. Speed of germination: aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, v. 2, n. 2, p. 176-177, 1962.

MARCOS FILHO, J. Fisiologia de sementes de plantas cultivadas. Piracicaba: Fealq, 2005. 495 p.

MARTINS, M. R. S. G. et al. Avaliação do ácido muriático e da imersão em água para superação de dormência de sementes de Schizolobium amazonicum Huber Ex Ducke. Informativo ABRATES, v. 21, n. 2, p. 149, 2011.

MARUYAMA, E.; UGAMOTO, M. Treatments for promoting germination of Parkia oppositifolia Benth and Schizolobium amazonicum Huber seeds. Journal of the Japanese Forest Society, v. 71, n. 5, p. 209-211, 1989.

MATHEUS, M. T.; LOPES, J. C. Termoterapia em Sementes de Guapuruvú (Schyzolobium parahyba (Vell.) Blake). Revista Brasileira de Biociências, v. 5, p. 330-332, 2007.

NAKAGAWA, J. Testes de vigor baseados na avaliacao de plantulas. In: KRZYZANOWSKI, F. C.; VIEIRA, R. D.; FRANCA NETO, J. B. (Ed.). Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina: ABRATES, 1999. Cap. 2, p. 2.1-2.24.

NEVES, G.; DALCHIAVON, F. C.; CARGNIN-STIELER, M. Superação da dormência em sementes de Schizolobium amazonicum. Uniciências, v. 14, n. 2, p. 271-285, 2010.

OHASHI, S. T. Varianilidade genética e fenotípica entre procedências de paricá Schizolobium parahyba var. amazonicum (Huber ex Ducke) Barneby visando seleção de materiais genéticos para sistemas agroflorestais. 2005, 107 f. Tese (Doutorado em Ciências Agrárias) – Universidade Federal Rural da Amazônia, Manaus.

PAOLI, A. A. S. Semente. In: SOUZA, L. A. (Org.) Anatomia do fruto e da semente. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2006. p. 125-163.

PEREZ, S. C. J. G. A. Envoltórios. In: FERREIRA, A. G.; BORGHETTI, F. (Org.). Germinação: do básico ao aplicado. Porto Alegre: Artmed, 2004. p. 125-134.

RONDON NETO, R. M.; SICUTO, A. S.; FERREIRA, M. A. C. Regeneração natural de pinho-cuiabano (Schizolobium amazonicum huber ex ducke) após sistemas de desmatamentos diferenciados. In: SIMPÓSIO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FLORESTAIS, 5, 2008, Brasília. Resumos... Brasília: Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais, 2008. p. 955-958.

SANTOS, F.; SILVEIRA, M. A. M.; CARGNELUTTI FILHO, A. Superação de dormência em sementes de guapuruvu. Informativo ABRATES, v. 13, n. 3, p. 179, 2003.

SCHMIDT, L. Dormancy and pretreatment. In: OLSEN, K. (Ed.). Guide to handling of tropical and subtropical forest seeds. Humlebaek: Danida Forest Seed Center, 2000. cap. 9, p. 263-303.

SHIMIZU, E. S. C. et al. Aspectos fisiológicos da germinação e da qualidade de plântulas de Schizolobium amazonicum em resposta à escarificação das sementes em lixa e água quente. Revista Árvore, v. 35, n. 4, p. 791-800, 2011.

SILVA, F. A. S. E.; AZEVEDO, C. A. V. Principal Components Analysis in the Software Assistat-Statistical Attendance. In: WORLD CONGRESS ON COMPUTERS IN AGRICULTURE, 7., Reno, 2009. Anais... Reno - American Society of Agricultural and Biological Engineers, 2009.

SILVA NETO, P. A. et al. Métodos para superação de dormência em sementes de paricá (Schizolobium amazonicum Huber ex. Ducke) (Leguminosae - Caesalpinioideae). Revista Brasileira de Biociências, v. 5, p. 732-734, 2007.

SOUSA, D. B.; CARVALHO, G. S.; RAMOS, E. J. A. Paricá Schizolobium amazonicum Huber ex Ducke. Informativo Técnico, Rede Sementes do Amazônia, n. 13, 2005.

ZAIDAN, L. B. P.; BARBEDO, C. J. Quebra de dormência em sementes. In: FERREIRA, A. G.; BORGHETTI, F. (Org.). Germinação: do básico ao aplicado. Porto Alegre: Artmed, 2004. p. 135-146.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.