Qualidade dos frutos de mamoeiro produzidos com esgoto doméstico tratado

Adriana Alves Batista, Indalécio Dutra, Francicleiton Freires do Carmo, Naiara Sâmia de Caldas Izidio, Rafael Oliveira Batista

Resumo


Objetivou-se, com a realização deste estudo, avaliar a qualidade físico-química e microbiológicas dos frutos do mamoeiro Tainung 1, produzidos mediante proporções de tempo de irrigação com água de abastecimento (AA) e esgoto doméstico tratado em tanque séptico seguido de filtros anaeróbios (AE). O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados com quatro tratamentos e seis repetições. Os tratamentos foram compostos por T1 (100% de AA mais adubação recomendada), T2 (67% de AA mais 33% AE), T3 (33% AA mais 67% AE) e T4 (100% de AE). A qualidade físico-química e microbiológica dos frutos foi avaliada por meio dos seguintes parâmetros: espessura da polpa (EP), firmeza da polpa (FP), teor de sólidos solúveis totais (SS), pH, acidez titulável (AT), relação SS/AT e nível populacional de Salmonella ssp. e coliforme totais. Observou-se que as proporções de tempo de irrigação com AA e AE aplicadas não proporcionaram alterações, significativas, nas características físico-químicas dos frutos do mamoeiro, indicando que os valores encontrados atendem aos padrões exigidos para a comercialização e consumo in natura. A qualidade microbiológica dos frutos do mamoeiro produzidos com AE é aceitável para consumo humano, uma vez que, foi constatada a ausência de Salmonella ssp. e de coliformes totais.


Palavras-chave


Carica papaya L.; Irrigação; Reuso

Texto completo:

PDF

Referências


ALLEN, R. G. et al. Evapotranspiration del cultivo: guias para la determinación de los requerimientos de agua de los cultivos. Roma: FAO, 2006. 298 p.

ALVARES, C. A. et al. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, v. 22, n. 6, p. 711-728, 2013.

ALVES, F. L.; BALBINO, J. M. S.; BARRETO, F. C. A cultura do mamoeiro: tecnologias de produção. Vitória, BA: Incaper, 2003. 497 p.

AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION. Compendium of methods for the microbiological examination of foods. 4. ed. Washington: APHA, 2001. 676 p.

AZEVEDO, M. R. Q. A.; ALDO, C. F.; RODRIGUES, A. T. Efeito da irrigação com água residuária tratada sobre a produção de milho forrageiro. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 2, n. 1, p. 63-68, 2007.

BATISTA, R. O. et al. O efeito da água residuária da suinocultura no desenvolvimento e qualidade de mudas de Eucalyptus urophylla. Ciência Florestal, v. 24, n. 1, p. 127-135, 2014.

BAUMGARTNER, D. et al. Reúso de águas residuárias da piscicultura e da suinocultura na irrigação da cultura da alface. Revista Engenharia na Agrícultura, v. 27, n. 1, p. 152-163, 2007.

CHITARRA, M. I. F.; CHITARRA, A. B. Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio. 2. ed. Lavras: UFLA, 2005. 785 p.

COSTA, F. G. B. et al. Desenvolvimento inicial de cultivares de melão fertirrigadas com distintas proporções de esgoto doméstico em Mossoró-RN. Revista Caatinga, v. 27, n. 2, p. 116-123, 2014.

CRUZ, M. C. M. et al. Utilização de água residuária de suinocultura na produção de mudas de maracujazeiro-azedo cv redondo amarelo. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 30, n. 4, p. 1107-1112, 2008.

DUARTE, A. S. Reuso de água residuária tratada na irrigação da cultura do pimentão (Capsicum annun L.). 2006. 187 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, 2006.

DUARTE, S. A. et. al. Efeitos da aplicação de efluente tratado no solo: pH, matéria orgânica, fósforo e potássio. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 12, n. 3, p. 302-310. 2008.

EMONGOR, V. et al. Pollution indicators in Gaberone effluent. Journal of Applied Sciences, v. 5, n. 1, p. 147-150, 2005.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Sistema brasileiro de classificação de solos. 3. ed. Brasília: Embrapa Solos, 2013. 353 p.

FEITOSA, T. et al. Qualidade de frutos de melancia produzidos com reúso de água de esgoto doméstico tratado. Revista Tecnológica, v. 30, n. 1, p. 53-60, 2009.

FIGUEIREDO NETO, A. et al. Avaliação pós-colheita de mamão variedade Formosa’ submetido a danos mecânicos e ensaios de compressão durante o armazenamento. Revista Ciências Técnicas Agropecuárias, v. 22, n. 2 p. 05-10, 2013.

GRIZOTTO, R. K. et al. Estudo da vida-de-prateleira de fruta estruturada e desidratada obtida de polpa concentrada de mamão. Food Science and Technology, v. 26, n. 3, p. 709-714, 2006.

KIST, H.; MANICA, I. Densidades de plantio e características dos frutos do mamoeiro formosa em clima subtropical. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 30, n. 7, p. 931-937, 1995.

LIMA, L. M. et al. Qualidade pós-colheita do mamão formosa ‘Tainung 01’ comercializados em diferentes estabelecimentos no Município de Mossoró-RN. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 31, n. 3, p. 902-906, 2009.

MARTINS, V. A. et al. Comportamento do mamoeiro Sekati nas condições do oeste da Bahia. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 28, n. 1, p. 79-82, 2006.

MATSUURA, F. C. A. U.; FOLEGATTI, M. L. S. Processamento de mamão. In: MARTINS, D. S.; COSTA, A. F. S. A cultura do mamoeiro: tecnologias de produção. Vitória: Incaper, 2003. cap. 15, p. 465-492.

MEDEIROS, S. S. et al. Utilização de água residuária de origem doméstica na agricultura: estudo do estado nutricional do cafeeiro. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 12, n. 2, p. 109-115, 2008.

MELLOUL, A. A.; HASSANI, L.; RAFOUK, L. Salmonella contamination of vegetables irrigated with untreated wastewater. World Journal of Microbiology and Biotechnology, v. 17, n. 2, p. 207-209, 2001.

OLIVEIRA, A. F. M. et al. Teores de metais pesados em cambissolo irrigado com água residuária doméstica e água de poço. Revista Ambiente & Água, v. 9, n. 2, p. 302-312, 2014.

OLIVEIRA, A. M. G. et al. Nutrição, calagem e adubação do mamoeiro irrigado. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2004. 10 p. (Circular Tecnica, 69).

OLIVEIRA, P. C. P. et al. Produção de moranga irrigada com esgoto doméstico tratado. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 17, n. 8, p. 861-867, 2013.

PIMENTELGOMES, F. Curso de estatística experimental. 15. ed. Piracicaba: FEALQ, 2009. 451 p.

REGO, J. L. et al. Uso de esgoto doméstico tratado na irrigação da cultura da melancia. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 9, p. 155-159, 2005. Suplemento.

RODOLFO JÚNIOR, F. et al. Caracterização físico-química de frutos de mamoeiro comercializados na EMPASA de Campina Grande-PB. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, v. 9, n. 1, p. 53-58, 2007.

SANTANA, L. R. R.; MATSUURA, F. C. A. U.; CARDOSO, R . L. Genótipos melhorados de mamão (Carica papaya L.): avaliação sensorial e físico-química dos frutos. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 24, n. 2, p. 217-222, 2004.

SILVA, D. F. et al. Alteração química de solo cultivado com capim Tifton 85 (Cynodon spp.) e fertirrigado com percolado de resíduo sólido urbano. Acta Scientiarum. Technology, v. 33, n. 3, p. 243-251, 2011.

SOUZA, J. A. A. et al. Contaminação microbiológica do perfil do solo com esgoto sanitário. Acta Scientiarum. Technology, v. 33, n. 1, p. 5-8, 2011.

SOUZA, J. A. R. et al. Avaliação de frutos de tomate de mesa produzidos com efluente do tratamento primário da água residuária da suinocultura. Engenharia na Agricultura, v. 18, n. 3, p. 198-207, 2010.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.