Efeito de óleos essenciais de plantas do gênero Lippia sobre fungos contaminantes encontrados na micropropagação de plantas

Olienaide Ribeiro de Oliveira, Daniel Terao, Ana Cristina Portugal Pinto de Carvalho, Renato Innecco, Cynthia Cavalcanti de Albuquerque

Resumo


Os microrganismos contaminantes são considerados um dos principais e mais severos problemas para a micropropagação de plantas. O objetivo deste trabalho foi identificar os principais fungos contaminantes encontrados na micropropagação de plantas, bem como, avaliar o efeito de óleos essenciais de plantas do gênero Lippia no controle desses microrganismos. Os contaminantes freqüentemente encontrados no Laboratório de Cultura de Tecido e Genético Vegetal da Embrapa Agroindústria Tropical foram Aspergillus niger Van Tieghem, Penicillium sp, Fusarium sp, e Fusarium oxysporum Schlecht f. sp Cubenses (E.f Snith) Snyd e Hans. Avaliou-se o controle do crescimento micelial desses contaminantes utilizando-se óleos essenciais de Lippia sidoides Cham. (alecrim pimenta) e de Lippia gracilis Schauer (alecrim da chapada) comparando-se com o fungicida Carbendazin. O óleo de L. sidoides e o Carbendazin mostraram-se eficientes na inibição do crescimento micelial de todos os fungos avaliados nas concentrações de 3 x 10-1 μL mL-1 e 3 x 10-2 μL mL-1, respectivamente. O óleo de L. gracilis controlou apenas os fungos Aspergillus niger e Penicillium sp na concentração de 126 μL mL-1. Os resultados mostraram possibilidade de utilização de óleos essenciais de Lippia como controle alternativo de contaminantes encontrados em Laboratório de Cultura de Tecido de Plantas.

Palavras-chave


Carbendazin. Tissue culture. Contamination Control. Essential oil.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.