Respostas de variáveis fisiológicas e tecnológicas da cana-de-açúcar a diferentes sistemas de irrigação

Welson Lima Simões, Marcelo Calgaro, Daniela Siqueira Coelho, Moisés Alves de Souza, Jair Andrade Lima

Resumo


O objetivo do trabalho foi avaliar a influência de três sistemas de irrigação sobre as trocas gasosas e as qualidades tecnológicas da cana-de-açúcar, variedade RB 92579, por três ciclos consecutivos, cultivada em dois tipos de solos na região do Submédio do São Francisco. Os experimentos foram instalados utilizando delineamento experimental em blocos casualizados, com seis repetições, em áreas com solo arenoso e argiloso. Os sistemas de irrigação foram: sulco, gotejamento superficial e gotejamento subsuperficial. Avaliaram-se as características fisiológicas das plantas: fotossíntese líquida, condutância estomática, transpiração e temperatura foliar. Para análises tecnológicas foram determinados o teor de sólidos solúveis, porcentagem de fibra industrial, pureza do caldo, porcentagem de açúcar bruto, açúcares redutores e umidade. Verificou-se que a irrigação por gotejamento subsuperficial em solo arenoso interfere negativamente nas trocas gasosas da cultura. Os sistemas de irrigação não influenciaram na qualidade tecnológica dos colmos quando cultivada em solo arenoso e, no argiloso, o sulco interfere negativamente no processo de maturação dos colmos.


Palavras-chave


Fotossíntese; Transpiração; oBrix; Sulco; Gotejamento

Texto completo:

PDF

Referências


ALLEN, R. G.. et al. Crop evapotranspiration: guidelines for computing crop water requirements. Rome: FAO, 1998. 297 p.

ANDRADE, L. A. de B. Cultura da cana-de-açúcar. In: CARDOSO, M. das G. (Ed.). Produção de aguardente de cana-de-açúcar. 2. ed. rev. e ampl. Lavras: UFLA, 2006. p. 25-67.

APPELT, M. F. et al. Rendimento de massa verde e Brix de diferentes variedades de cana de açúcar sob condições de sequeiro e de irrigação complementar na região do Alto Paranaíba, MG. In: CONGRESSO DE FORRAGICULTURA E PASTAGENS, 4., Lavras, 2011. Anais... Universidade Federal de Lavras, 2011.

ARGENTA, G.; SILVA, P. R. F.; SANGOI, L. Arranjo de plantas em milho: análise do estado-da-arte. Ciência Rural, v. 31, n. 6, p. 1075-1084, 2001.

ASSIS, P. C. O. et al. Respostas dos parâmetros tecnológicos em cana-de-açúcar a diferentes lâminas de irrigação e adubação. Revista de Biologia e Ciências da Terra, v. 4, n. 2, 2004.

BERNARDO, S.; SOARES, A. A.; MANTOVANI, E. C. Manual de Irrigação. 8. ed. Viçosa: Editora UFV, 2006. 611 p

CARVALHO, L. M. et al. Alterações morfofisiológicas em cafeeiros submetidos a baixas temperaturas. Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, v. 10, n. 2, p. 131-136, 1998.

CASAGRANDE, A. A. Crescimento da cana-de-açúcar. Stab, Açúcar, Álcool e Subprodutos, v. 14, n. 5, p. 7-8, 1996.

COSTA, G. F.; MARENCO, R. A. Fotossíntese, condutância estomática e potencial hídrico foliar em árvores jovens de andiroba (Carapa guianensis). Acta Amazônica, v. 37, n. 2, p. 229-234, 2007.

DALRI, A. B.; CRUZ, R. L. Efeito da frequência de irrigação subsuperficial por gotejamento no desenvolvimento da cana-de-açúcar (Saccharum spp.). Irriga, v. 7, n. 1, p. 29-34, 2002.

DOORE NBOS, J.; KASSAM, A. H. Yield response to water. Rome: FAO. 1979. 193 p

FARIAS, C. H. A. et al. Índices de crescimento da cana-de-açúcar irrigada e de sequeiro no Estado da Paraíba. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 12, n. 4, p. 356-362, 2008.

FARIAS, C. H. A. et al. Qualidade industrial de cana-de-açúcar sob irrigação e adubação com zinco, em Tabuleiro Costeiro Paraibano. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 13, n. 4, p. 419-428, 2009.

FERNANDES JUNIOR, A. R. et al. Avaliação de diferentes tratamentos térmicos no controle do raquitismo-da-soqueira em cana-de-açúcar. Tropical Plant Pathology, v. 35, n. 1, p. 060-064, 2010.

GONÇALVES, F. M. Evapotranspiração e coeficientes de cultivo da cana-de-açúcar irrigada por gotejamento subsuperficial., 2010. 64 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010.

KELLER, J.; BLIESNER, R. D. Sprinkle and trickle irrigation. New York: Van Nostrand Reinhold, 1990. 652 p.

LARCHER, W. Ecofisiologia Vegetal. São Carlos: RiMa, 2004. 531 p.

LIMA, W. P.; JARVIS, P.; RHIZOPOULOU, S. Stomatal responses of Eucalyptus species to elevated CO2 concentration and drought stress. Scientia Agricola, v. 60, n. 2, p. 231-238, 2003.

MACHADO, D. F. S. P. et al. Efeito da baixa temperatura noturna e do porta-enxerto na variação diurna das trocas gasosas e na atividade fotoquímica de laranjeira ‘Valência’. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 32, n. 2, p. 351-359, 2010.

MEDINA, C. L.; MACHADO, E. C.; PINTO, J. M. Fotossíntese de laranjeira ‘valência’ enxertada sobre quatro porta-enxertos e submetida à deficiência hídrica. Bragantia, v. 57, n. 1, 1998.

MOURA, M. V. P. S. et al. Doses de adubação nitrogenada e potássica em cobertura na cultura da cana-de-açúcar, primeira soca, com e sem irrigação. Ciência e Agrotecnologia, v. 29, n. 4, p. 753-760, 2005.

MURARO G. B. et al. Efeito da idade de corte sobre a composição bromatológica e as características da silagem de cana-de-açúcar plantada em dois espaçamentos e três idades de corte. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 38, n. 8, p. 1525-1531, 2009.

NOGUEIRA, R. J. M. C.; SILVA JUNIOR, J. F. Resistência estomática, tensão de água no xilema e teor de clorofila em genótipos de gravioleira. Scientia Agrícola, v. 58, n. 3, p. 491-495, 2001.

PEREIRA, S. B. et al. Distribuição espacial das variáveis hidrológicas na bacia do São Francisco. Engenharia na Agricultura, v. 11, n. 1/4, p. 32-42, 2003.

RIBEIRO, R. V. et al. Photosynthesis and water relations of well-watered orange plants as affected by winter and summer conditions. Photosynthetica, v. 47, n. 2, p. 215-222, 2009.

RIPOLI, T. C. C.; RIPOLI, M. L. C. Biomassa de cana-de-açúcar: colheita, energia e ambiente. Piracicaba: Barros & Marques Ed. Eletrônica, 2004. 302 p.

RODRIGUES, J. D. Fisiologia da cana-de-açúcar. Botucatu: Universidade Estadual Paulista – UNESP,1998.

ROCHA, F. C. S.; LEÃO, M. C. S.; ASSIS JÚNIOR, R. N. Avaliação técnica de um plantio comercial de cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.) microirrigado por gotejamento subsuperficial. Irriga, v. 7, n. 1, p. 18-28, 2002.

SCARPARI, M. S.; BEAUCLAIR, E. G. F. Sugarcane maturity estimation through edaphic-climatic parameters. Scientia Agricola, v. 61, n. 5, p. 486-491, 2004.

SIEBENEICHLER, S. C. et al. Alterações na fotossíntese, condutância estomática e eficiência fotoquímica induzidas por baixa temperatura em feijoeiros. Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, v. 10, n. 1, p. 37-44, 1998.

SILVA, T. G. F. et al. Requerimento hídrico e coeficiente de cultura da cana-de-açúcar irrigada no semiárido brasileiro. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 16, n. 1, p. 64-71, 2012.

SOARES, J. M. et al. Agrovale: Uma experiência de 25 anos em Irrigação da Cana-de-açúcar na região do Submédio São Francisco. Revista ITEM, n. 60, p. 55-62, 2003.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 5. ed. Porto Alegre: ArtMed, 2013. 954 p.

TRIBUZY, E. S. Variações da temperatura foliar e do dossel e o seu efeito na taxa assimilatória de CO2 na Amazônia Central. 2005. 84 f. Tese (Doutorado em Ecologia de Agroecossistemas) - Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2005.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.