Desempenho produtivo de ovinos alimentados com dietas contendo níveis crescentes de feno de erva sal (Atriplex nummularia Lindl.)

Júlio Cézar Rodrigues Souto, Gherman Garcia Leal de Araújo, Divan Soares da Silva, Everaldo Rocha Porto, Silvia Helena Nogueira Turco, Ariosvaldo Nunes de Medeiros

Resumo


Avaliaram-se os efeitos de dietas com diferentes níveis do feno de erva sal (Atriplex nummularia Lindl.) sobre os consumos de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN) e carboidratos totais (CHO) e, ainda, sobre o ganho de peso diário e a conversão alimentar da MS em ovinos. Utilizaram-se 20 carneiros naturalizados, com peso vivo médio inicial de 23,0 kg, submetidos a um delineamento experimental inteiramente casualizado e alimentados em gaiolas para metabolismo com piso ripado. Foram avaliadas cinco dietas contendo diferentes níveis de feno de erva sal (38,30; 52,55; 64,57; 74,85 e 83,72%) associado à melancia forrageira (Citrulus lanatus cv. citroides) e a raspa de mandioca (Manihot esculenta Crantz), enriquecida com 5% de uréia. A adição do feno de erva sal nas dietas não alterou a média do consumo diário da MS, PB e CHO, expressos em g/dia, %PV e g/kg0,75/dia, respectivamente. O consumo de FDN aumentou linearmente em %PV e g/kg0,75/dia. A eficiência de conversão alimentar da MS diminuiu linearmente, em função dos percentuais de volumoso utilizado. Os ganhos de peso vivo aos 21, 28, 35 e 42 dias sofreram redução linear com a elevação dos níveis de feno nas dietas. As médias diárias de ganho de peso vivo obtido pelos carneiros, ao longo do período de engorda, revelaram um bom potencial forrageiro do feno de erva sal combinado em quaisquer das proporções estudadas com melancia forrageira e com raspa de mandioca.


Palavras-chave


feedlot, intake, lambs, ration, roughage.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.