Emergência e crescimento de plântulas de milho procedentes de sementes produzidas em sistemas de manejo de solo com e sem adubação mineral

Jeandson Silva Viana, Riselane de Lucena Alcântara Bruno, José Otávio Targino de Oliveira Filho, Luís de França da Silva Neto, Cícero de Souza

Resumo


No Brasil, tem aumentado o interesse pela busca de alternativas para a instalação de culturas, no sistema plantio direto. O manejo adequado do solo, associado aos sistemas de cultivo, é imprescindível à produção sustentável de grãos e sementes, por favorecer a manutenção e/ou melhoria de suas características físicas, químicas e biológicas, proporcionando a obtenção de altos rendimentos, por tempo ilimitado. Este trabalho teve o objetivo de avaliar a eficiência dos sistemas de manejo do solo [Cultivo Convencional (CC); Plantio Direto (PD) e Plantio Direto com Guandu (PG)], com e sem NPK, estudou-se a qualidade fisiológica das sementes de milho. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 3 x 2, com três sistemas de cultivo (CC; PD; PG) e duas formas de aplicação de adubo (com e sem NPK), com quatro repetições. As sementes oriundas do sistema convencional, cujas plantas receberam adubação, apresentaram maior vigor (primeira contagem e condutividade elétrica), não diferindo na condutividade elétrica, quanto à forma de adubação. O índice de velocidade de emergência mais alto foi o das sementes oriundas do sistema convencional e as plântulas tiveram maior massa seca quando os sistemas foram conduzidos com adubação. Há influência do sistema de cultivo do solo na qualidade das sementes. As plantas cultivadas no sistema convencional, quando associado à adubação mineral, produzem sementes de milho mais vigorosas (PC e CE).


Palavras-chave


Zea mays L., guandu, vigor, electric conductivity.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.