Avaliação de características quantitativas do melão Cantaloupe em gerações segregantes

Amanda Soraya Freitas Calvet, Fanuel Pereira da Silva, Waldelice Oliveira de Paiva, Raimundo Nonato de Lima, João Bosco Pitombeira, Francisco Ivaldo Oliveira Melo

Resumo


 

O uso de sementes de cultivares híbridas de primeira geração (F1) de melão (Cucumis melo L.), está associado com a obtenção de alta produtividade, aliada a excelente qualidade do fruto, convergindo para um produto aceitável principalmente pelo mercado exterior. Em face do alto preço da semente híbrida, a maioria dos pequenos produtores do nordeste brasileiro reutilizam essas sementes. Com o objetivo de determinar as perdas quantitativas decorrentes da reutilização de sementes do híbrido comercial F1, foram obtidas em casa de vegetação as sementes das gerações F2, F3 e F4 do híbrido”Hy-Mark”, usando o processo de autofecundação e da recombinação. Após a obtenção das sementes foi conduzido um experimento, constituído pelo híbrido comercial “Hy-Mark” e as gerações segregantes, instalado em delineamento de blocos casualizados, com seis repetições, na Estação Experimental de Pacajus, Ceará, Brasil, no período de agosto a outubro de 2001. As características avaliadas, como produtividade, formato do fruto, diâmetro interno e espessura da polpa não apresentaram mudanças com a reutilização das sementes no plantio. Quanto às característica maturidade, peso médio do fruto e teor de sólidos solúveis totais observou-se diferenças entre as gerações avaliadas mostrando que a reutilização das sementes afetou estas características.


Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.