Análise estocástica dos déficits e dos excedentes hídricos mensais em Fortaleza, CE

Thales Vinícius de Araújo Viana, Raimundo Rocha Crisóstomo Júnior, Levi Gonçalves Moreira, Benito Moreira de Azevedo, Sciena Sérvia de Araújo Viana

Resumo


Visando-se a quantificação dos excedentes e dos déficits hídricos prováveis para Fortaleza, CE, procedeu-se a análise probabilística, através da distribuição Gama, da precipitação e da evapotranspiração de referência mensal no período compreendido entre os anos de 1971 e 2000. O ajuste dos dados foi verificado através do teste de aderência de Kolmogorov-Smirnov, ao nível de 5% de significância. Elaborou-se, para cada nível probabilístico analisado, um balanço hídrico mensal, utilizando-se a capacidade de água disponível como sendo de 125 mm. Os déficits hídricos mensais estimados, ao nível de 75% de probabilidade, foram: 92,2 mm em janeiro; 10,7 mm em fevereiro; 8,2 mm em junho; 47,1 mm em julho; 89,4 mm em agosto; 121,6 mm em setembro; 140,9 mm em outubro; 153,8 mm em novembro; 149,4 mm em dezembro. Somente observaram-se excedentes hídricos mensais, ao nível de 75% de probabilidade, nos meses de abril, 62,2 mm, e de maio, 3,7 mm.


Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.