Perfil volátil e potencial fungitóxico do hidrolato e extrato de sementes e folhas de Schinus terebinthifolius Raddi

Marília Cavalcante Santos, Luiz Fernando Ganassali de Oliveira Junior, Lucas Fonseca Menezes Oliveira, Clarissa Rocha Dias Carvalho, Paulo Roberto Gagliardi

Resumo


A antracnose é a principal doença pós-colheita em frutos de goiabeira e visando reduzir o uso de agroquímicos tem-se investido em métodos alternativos de controle desta doença. O estudo teve como objetivo avaliar o rendimento da produção e a caracterização química de hidrolato e extratos provenientes de folhas e sementes de aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi) em diferentes tempos de destilação. O trabalho inclui ainda a avaliação, in vitro, do potencial inibitório do fungo Colletotrichum gloeosporioides. O hidrolato e o extrato foram obtidos pelo método de hidrodestilação realizado em aparato de Clevenger e a determinação do perfil fotoquimico foi realizado por meio de cromatografia gasosa. Os ensaios com o fungo foram realizados a partir da adição dos subprodutos ao meio de cultura BDA em placas de Petri com 6 concentrações de extrato aquoso (5; 10; 15; 20; 25 e 30%) e 4 de hidrolato (10; 15; 20 e 25%) acondicionadas em câmara a 25 ºC. Os resultados mostraram que as folhas de S. terebinthifolius proporcionaram maior volume de hidrolato quando comparadas às de sementes, porém o rendimento de extrato aquoso foi semelhante para as duas estruturas vegetais estudadas. O tempo de hidrodestilação não exerceu influência no rendimento dos subprodutos. As análises cromatográficas não detectaram compostos presentes no hidrolato de aroeira. No ensaio in vitro de inibição do fungo, o extrato aquoso e hidrolato, em todas as concentrações testadas, não apresentaram potencial fungitóxico para o C. gloeosporioides, agente causador da antracnose em goiabas.

Palavras-chave


Aroeira-do-sertão; Antracnose; Controle de doenças

Texto completo:

PDF

Referências


ADAMS, R. P. Identification of Essential Oil Components by Gas Cromatography / Mass Spectroscopy. Carol Stream: Allured Publishing Corporation, 2001.

AMORIM, M. M. R. de.; SANTOS, L. C. Tratamento da vaginose bacteriana com gel vaginal de Aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi): ensaio clínico randomizado. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, v. 25, n. 2, p. 95-102, 2003.

BORSATO, A. V. et al. Rendimento e composição química do óleo essencial da camomila [Chamomilla recutita (L.) Rauschert] extraído por arraste de vapor d’água, em escala comercial. Ciências Agrárias, v. 29, n. 1, p. 129-136, 2008.

CAMILI, E. C. et al. Avaliação de quitosana, aplicada em pós-colheita, na proteção de uva ‘Itália’ contra Botrytis cinérea. Summa Phytopathol., v. 33, n. 3, p. 215-221, 2007.

CARVALHO, R. S. Biofilme comestível biodegradável de amido de mandioca e refrigeração reduz dano larval de mosca-das-frutas. Cruz das Almas: EMBRAPA- CNPMF, 2010. 8 p. (EMBRAPA-CNPMF. Circular Técnica, 98).

DAMAS, M. F. F. Efeito do extrato aquoso de Melia azedarach l. no desenvolvimento micelial do fungo fitopatogênico Colletotrichum gloeosporioides (penz.) Penz. & sacc. Revista Eletrônica de Biologia, v. 2, n. 1, p. 66-81, 2009.

DEGÁSPARI, C. H. et al.Atividade antimicrobiana de Schinus terebinthifolius Raddi. Ciência e Agrotecnologia, v. 29, n. 3, p. 617-622, 2005.

FRIAS, D. F. R.; KOZUSNY-ANDREANI, D. I. Utilização de extratos de plantas medicinais e óleo de Eucaliptus no controle in vitro de Microsporus canis. Revista Cubana de Plantas Medicinales, v. 15, n. 3, p. 119-125, 2010.

HADDAD, F.; MAFIA, L. A.; MIZUBUTI, E. S. G. Avaliação de fungicidas para o controle de Colletotrichum gloeosporioides em cebola. Fitopatologia brasileira, v. 28, n. 4, 2003.

LENZI, M.; ORTH, A. I. Caracterização funcional do sistema reprodutivo da aroeira vermelha (Schinus terebinthifolius Raddi) em Florianópolis - SC, Brasil. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 26, n. 2, p. 198-201, 2004.

LIMA, M. R. F.et al. Anti-bacterial Activity of some Brazilian Medicinal Plants. Journal of Ethnopharmacology, v. 105, n. 1/2, p. 137–147, 2006.

LIMA, N. B. et al. Efeito fungitóxico de produtos naturais sobre Colletotrichum gloeosporioides in vitro. In: JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO - JEPEX, 10., 2010, Recife, Anais... Recife: UFRPE Recife, 2010a.

LUBIAN, C. T. et al. Atividade antifúngica do extrato aquoso de Arctium minus (Hill) Bernh. (Asteraceae) sobre espécies orais de Candida. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 158, n. 12, p. 157-162, 2010.

MORAES, S. R. G.; MASSOLA JÚNIOR., N. S.; TANAKA, F. A. O. Estudos ultraestruturais da penetração de Colletotrichum gloesporioides em goiabas com diferentes idades. Summa Phytophatologica, v. 34, p. 27, 2008.

PIRES, O. C. et al. Análise preliminar da toxidade aguada e dose letal mediana (DL50) comparativa entre os frutos de Pimenta do Reino do Brasil (Schinus terebinthifolius Raddi) e Pimenta do Reino (Piper nigrum L). Acta Farmacéutica Bonarense, v. 23, n. 2, p. 176-182, 2004.

PRINS, C. L.; LEMOS, C. S. L.; FREITAS, S. P. Efeito do tempo de extração sobre a composição e o rendimento do óleo essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis). Revista Brasileira de Plantas Medicianais, v. 8, n. 4, p. 92-95, 2006.

RIBAS, M. O. et al. Efeito da Schinus terebinthifolius Raddi sobre o processo de reparo tecidual das lesões ulceradas induzidas na mucosa bucal do rato. Revista Odonto Ciência, v. 21, n. 53, p. 245-252, 2006.

ROZWALKA, L. C. et al. Extratos, decoctos e óleos essenciais de plantas medicinais e aromáticas na inibição de Glomerella cingulata e Colletotrichum gloeosporioides de frutos de goiaba. Ciência Rural, v. 38, n. 2, p. 301-307, 2008.

SANTOS, A. C. A. et al. Efeito fungicida dos óleos essenciais de Schinus molle L. e Schinus terebinthifolius Raddi, Anacardiaceae, do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Farmacologia, v. 20 n. 2, p. 154-159, 2010.

SERRA, I. M. R. S.; SILVA, G. S da. Caracterização morfofisiológica de isolados de Colletotrichum gloeosporioides agentes de antracnose em frutíferas no Maranhão. Summa Phytopathologica, v. 30, n. 4, p. 475-480, 2004.

SILVA, A. C. da. et al. Efeito in vitro de compostos de plantas sobre o fungo Colletotrichum gloeosporioides Penz. Isolado do maracujazeiro. Ciência e Agrotecnologia, v. 33, p. 1853 -1860, 2009. Edição Especial.

SILVA, K. S. S. et al. Patogenicidade causada pelo fungo Colletotrichum gloeosporioides (Penz) em diferentes espécies frutíferas. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 28, n. 1, p. 131-133, 2006.

SILVA, L. V. et al. Extração do óleo essencial da pimenta rosa (Schinus molle) usando hidrodestilação e soxhlet. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA QUÍMICA EM INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 6., 2005, Campinas. Anais... Campinas: UNICAMP, 2005.

VENTUROSO, L. R. et al. Atividade antifúngica de extratos vegetais sobre o desenvolvimento de fitopatógenos. Summa Phytopathologica, v. 37, n. 1, p. 18-23, 2011.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.