Seasonal variability of the antimicrobial activity of the essential oil of Lippia alba

Terezinha Feitosa Machado, Rita de Cássia Alves Pereira, Valéria Chaves Vasconcelos Batista

Resumo


Lippia alba é um arbusto da família Verbenaceae, popularmente conhecida como erva-cidreira. Seu óleo essencial é citado com amplo espectro de atividade antimicrobiana, cuja eficácia varia em função da sua composição, que sofre influência de fatores bióticos e abióticos. O presente trabalho teve como objetivo, avaliar a eficácia antimicrobiana do óleo de folhas de L. alba, coletadas nas diferentes estações do ano, frente a microrganismos de importância em alimentos. O óleo, obtido por hidrodestilação, foi testado contra culturas padrões de Pseudomona aeruginosa, Salmonella choleraesuis, Escherichia coli, Staphylococcus aureus, Listeria monocytogenes e Listeria innocua, utilizando as técnicas de difusão em ágar. Observou-se uma grande influência das diferentes épocas de coleta na eficiência do óleo, que variou em função de cada espécie microbiana. No período dezembro - fevereiro, a melhor resposta foi frente à S. aureus. Para L. monocytogenes a maior eficácia do óleo ocorreu no período junho - agosto, enquanto que para L. innocua o óleo apresentou a mesma resposta em três períodos do ano, diferenciando apenas no período compreendido entre março e maio. A correlação dos dados meteorológicos do ano de 2010 permite aferir, que as características típicas do período dezembro a fevereiro no município de Paraipaba-CE (altas temperaturas, longos períodos de insolação e baixo índice de precipitação pluiométrica) favoreceram a ação do óleo frente S. aureus. No período de junho a agosto, por sua vez, as condições da estação potencializaram a ação do óleo contra L. monocytogenes e L. innocua.

Palavras-chave


Lippia alba; Atividade antimicrobiana; Sazonalidade

Texto completo:

PDF

Referências


ADÁMEZ, J. D. et al. In vitro estimation of the antibacterial activity and antioxidant capacity of aqueous extracts from grape-seeds (Vitis vinifera L.) Food Control, v. 24, n. 1/2, p. 136- 141, 2012.

AGUIAR, J. S. et al. Atividade antimicrobiana de Lippia alba (Mill.) N. E. Brown (Verbenaceae). Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 18, n. 3, p. 436-440, 2008.

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Padronização dos testes de sensibilidade a antimicrobianos por disco-difusão: norma aprovada. 8. ed. 2003. (NCCLS. Document, M2-A8, v. 23, n. 1). Disponível em: . Acesso em: 26 Jan. 2012.

BAKKALI, F. et al. Biological effects of essential oils - a review. Food and Chemical Toxicology, v. 46, n. 2, p. 446-475, 2008.

BARROS, F. M. C.; ZAMBARDA, E. O.; HEINZMANN, B. M. Variabilidade sazonal e biossíntese de terpenóides presentes no óleo essencial de Lippia alba (Mill.) N. E. Brown (Verbenaceae). Química Nova, v. 32, n. 4, p. 861-867, 2009.

CASTRO, D. M. Efeito da variação sazonal, colheita selecionada e temperaturas de secagem sobre a produção de biomassa, rendimento e composição de óleos essenciais de folhas de Lippia alba (Mill.)N. E. Br ex Britt. & Wilson (Verbenaceae). 2001. 132 f. Tese (Doutorado em Horticultura). - Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 2001.

CORRÊA C. B. V. Contribuição ao estudo de Lippia alba (Mill.) N. E. Br. ex Britt & Wilson - erva-cidreira. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 73, n. 3, p. 57-64, 1992.

CRAVEIRO A. A.; MATOS, F. J.; ALENCAR, J. W. A simple and inexpensive steam generator for essential oils extraction. Journal of Chemical Education, v. 53, n 10, p. 652, 1976.

GAO, C. et al. Essential oil composition and antimicrobial activity of Sphallerocarpus gracilis seeds against selected food-related bactéria. Food Control, v. 22, n. 3/4, p. 517-522, 2011.

KOTZEKIDOU, P.; GIANNAKIDIS, P.; BOULAMATSIS, A. Antimicrobial activity of some plant extracts and essential oils against foodborne pathogens in vitro and on the fate of inoculated pathogens in chocolate. LWT, v. 41, n. 1, p. 119-127, 2008.

MATOS, F. J. A. et al. Essential oil composition of two chemotypes of Lippia alba grown in northeast Brazil. Journal of Essential Oil Research, v. 8, n. 6, p. 695-698, 1996.

MATOS, F. J. A. Farmácias vivas. Fortaleza: EUFC, 1998.

MORAIS, L. A. S. Influência dos fatores abióticos na composição química dos óleos essenciais. Horticultura Brasileira, v. 27, n. 2, p. 4050-4063, 2009.

NGUEFACKA, J. et al. Synergistic action between fractions of essential oils from Cymbopogon citratus, Ocimum gratissimum and Thymus vulgaris against Penicillium expansum. Food Control, v. 23, n. 2, p. 377-383, 2012.

SANDRI, I. G. et al. Antimicrobial activity of the essential oils of Brazilian species of the genus Cunila against foodborne pathogens and spoiling bactéria. Food Chemistry, v. 103, n. 3, p. 823-828, 2007.

SCHELZ, Z.; MOLNAR, J.; HOHMANN, J. Antimicrobial and antiplasmid activities of essential oils. Fitoterapia, v. 77, n. 4, p. 279-285, 2006.

SMITH-PALMER, A.; STEWART, J.; FYFE, L. The potential application of plant essential oils as natural food preservatives in soft cheese. Food Microbiology, v. 18, n. 4, p. 463-470, 2001.

SOUZA, J. R. P. et al. Desenvolvimento da espinheira-santa sob diferentes intensidades luminosas e níveis de poda. Horticultura Brasileira, v. 26, n. 1, p. 40-44, 2008.

TAVARES, E. S. et al. Análise do óleo essencial de folhas de três quimiotipos de Lippia alba (Mill.) N. E. Br. (Verbenaceae) cultivados em condições semelhantes. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 15, n. 1, p. 1-5, 2005.

TATSADJIEU, N. L. et al. Investigations on the essential oil of Lippia rugosa from Cameroon for its potential use as antifungal agent against Aspergillus flavus Link ex. Fries. Food Control, v. 20, n. 2, p. 161-166, 2009.

TEPE, B. et al. Antimicrobial and antioxidant activities of the essential oils and various extracts of Salvia tomentosa Miller (Lamiaceae). Food Chemistry, v. 90, n. 3, p. 333-340, 2005.

VIUDA-MARTOS, M., et al. Antifungal activities of thyme, clove and orégano essential oils. Journal of Food Safety, v. 27, n. 1, p. 91-101, 2007.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.