Productivity and establishment of DRIS indices for tubers of the potato cultivar 'Agata'

Angélica Araújo Queiroz, José Magno Queiroz Luz, Roberta Camargos de Oliveira, Felipe Campos Figueiredo

Resumo


Em culturas muito exigentes em nutrição, como a batata, é importante conhecer a dinâmica entre os nutrientes, garantindo, assim, altos rendimentos. Nesse contexto, objetiva-se com este trabalho avaliar a produtividade de tubérculos de batata cultivar Ágata submetida a níveis de adubação e a partir das produtividades e análise foliar estabelecer índices do Sistema Integrado de Diagnose e Recomendação (DRIS). Foram conduzidos três experimentos [nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K)] em São Gotardo e Itajubá em MG. As doses testadas foram: 0; 70; 140; 210 e 240 kg ha-1 de N; 0; 150; 300; 450 e 600 kg ha-1 de K2O e 0; 200; 400; 600 e 800 kg ha-1 de P2O5. Aos 30 DAP, foram amostradas folhas de cada parcela para análise foliar. Ao final dos experimentos os tubérculos foram colhidos e calculada a produtividade da área útil das parcelas. O DRIS permite conhecer a ordem de limitações dos nutrientes nas lavouras de batata, possibilitando a adequação das relações entre os nutrientes ao longo dos ciclos de cultivo na àrea, o que otimiza o manejo da adubação. Doses de 0 a 450 kg de K2O associadas a 140 kg de N e 400 kg de P2O5 refletiram em maiores produtividades devido a melhor dinâmica entre os nutrientes na solução do solo e consequentemente absorção e desenvolvimento. Contudo, os resultados devem ser avaliados segundo a realidade do local de cultivo, pois o balanço entre os nutrientes depende também do tipo de solo, cultivar, condições climáticas e nível tecnológico do produtor.

Palavras-chave


Solanum tuberosum L.; Nutrição mineral; Diagnose foliar

Texto completo:

PDF

Referências


AGRIANUAL - Anuário da Agricultura Brasileira. Batata. São Paulo: FNP, 2011. 482p.

BALDOCK, J. O.; SCHULTE, E. E. Plant analysis with standardized scores combines DRIS and sufficiency range approaches for corn. Agronomy Journal, v. 88, n. 3, p. 448-456, 1996.

BANGROO, S. A. et al. Diagnosis and Recommendation Integrated System (DRIS) - A Review. International Journal of Current Research, v. 10, p. 84-97, 2010.

BEAUFILS, E. R. Diagnosis e recommendation integrated system (DRIS). A General Scheme for experimentation and calibration based on principles developed from research in plant nutrition. Bulletin of Soil Science, v. 1, n. 1, p. 132, 1973.

BRAUN, H. et al. Teor e exportação de macro e micronutrientes nos tubérculos de cultivares de batata em função do nitrogênio. Bragantia, v. 70, n. 1, p. 50-57, 2011.

CARDOSO, A. D. et al. Produtividade e qualidade de tubérculos de batata em função de doses e parcelamentos de nitrogênio e potássio. Ciência e Agrotecnologia, v. 31, n. 6, p. 1729-1736, 2007.

CFSEMG - Comissão de Fertilidade do solo do estado de Minas Gerais (Viçosa, MG). Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais: 5ª aproximação. Viçosa, 1999. 176p.

COGO, C. M. et al. Relação potássio-nitrogênio para o diagnóstico e manejo nutricional da cultura da batata. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 41, n. 12, p. 1781-1786, 2006.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos (Rio de Janeiro, RJ). Manual de análise química dos solos, plantas e fertilizantes. Embrapa Solos, 1999. 370p.

FAQUIN, V. Diagnose do estado nutricional das plantas. 2002. 77 f. Curso de Pós Graduação; “Lato Sensu” à distância. (Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas no Agronegócio) - Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão, Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2002.

KERBAUY, G. B. Fisiologia vegetal. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S.A, 2004.

MALAVOLTA, E. Manual de nutrição mineral de plantas. 2006, 638p.

NAVA G.; DECHEN A. R.; IUCHI V. L. Produção de tubérculos de batata-semente em função das adubações nitrogenada, fosfatada e potássica. Horticultura Brasileira, v. 25, n. 3, p. 365-370, 2007.

NZIGUHEBA, G. et al. Assessment of nutrient deficiencies in maize in nutrient omission trials and long-term field experiments in the West African Savanna. Plant and Soil, v. 314, p. 143-157, 2009.

NOVAIS, R. F. et al. Fertilidade do solo. Viçosa: SBCS, 2007. 1050p.

PARTELLI, F. L.; VIEIRA, H. D.; COSTA, A. N. Diagnóstico nutricional em cafeeiro conilon orgânico e convencional. Ciência Rural, v. 35, n. 6. p. 1456-1460, 2005.

PAULETTI, V.; MENARIN, E. Época da aplicação, fontes e doses de potássio na cultura da batata. Scientia Agrária, v. 5, n. 1/2, p. 15-20, 2004.

REIS JUNIOR, R. dos A.; MONNERAT, P. H. DRIS norms validation for sugarcane crop. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 38, n. 3, p. 379-385, 2003.

SNOECK, J. C. In: MARTIN-PRÉVEL, P.; GAGNARD, J.; GAUTIER, P. L’Analyse végétale dans le contrôle de l’alimentation des plantes. Techinique et Documentatin-Lavousier, 1984. p. 473-495.

WADT, P. G. S. et al. Modelagem de funções no cálculo dos índices DRIS. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 42, n. 1, p. 57-64, 2007.

WHITE, P. J. et al. Relationships between yield and mineral concentrations in potato tubers. HortScience, v. 44, p. 6-11, 2009.

WHITE, P. J.; BROADLEY, M. R. Historical variation in the mineral composition of edible horticultural products. Journal of Horticultural Science and Biotechnology, v. 80, p. 660-667, 2005.

ZEBARTH, B. J. et al. Nitrogen use efficiency characteristics of andígena and diploid potato selections. American Journal of Potato Research, v. 85, p. 210-218, 2008.




Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.