Pó de coco verde, uma alternativa de substrato na produção de mudas de berinjela

Alexandre Bosco de Oliveira, Fernando Felipe Ferreyra Hernandez, Raimundo Nonato de Assis Júnior

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o uso do pó de coco verde como substrato alternativo na produção de mudas de berinjela. O Experimento foi conduzido por quarenta dias em casa de vegetação, utilizando sementes de cultivar Florida Market que foram cultivadas em bandejas de polietileno com 54 células e irrigadas com solução nutritiva duas vezes ao dia. Os substratos usados foram: fibra e pó de coco verde, nas proporções de 100% de pó, 75% de pó + 25% de fibra e 50% de pó + 50% de fibra, lavado e não lavado; pó de coco seco não lavado; casca de coco verde triturada (mistura de pó e fibra proveniente da máquina) lavado e não lavado; substrato comercial não adubado e testemunha (pó de coco verde não lavado e não adubado). Foi utilizado um delineamento experimental inteiramente casualizado com onze tratamentos e quatro repetições, com 25 plantas por repetição. Avaliou-se o percentual de emergência de plântulas, altura e a produção de massa seca da parte aérea das plantas. Os melhores resultados foram observados nas mudas cultivadas em pó de coco seco, seguidas pelo substrato comercial e pó de coco verde lavado.


Palavras-chave


Solanum melongena. Seedlings. Production.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.