Qualidade de sementes de genótipos de feijão em função da adubação

Hamilton Kikuti, Messias José Bastos de Andrade, Ana Lúcia Pereira Kikuti, Carlos Eduardo Pereira

Resumo


Com o objetivo avaliar o potencial fisiológico das sementes de 25 genótipos de feijoeiro produzidas em área de sucessão à cultura da batatinha, na presença e ausência da adubação da leguminosa, este trabalho foi conduzido no Campo Experimental e no Setor de Análise de Sementes do Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras (DAG-UFLA). As avaliações foram realizadas por meio de testes de germinação, de envelhecimento acelerado, de condutividade elétrica, de biomassa seca das plantas e de emergência de plântulas. As avaliações envolveram um esquema fatorial 2x25, com dois níveis de adubação no feijoeiro (presença e ausência) e 25 genótipos de feijão (Ouro Negro do grupo Preto; Emgopa 201 Ouro do grupo Amarelo e os restantes, Carioca, Carioca-MG, BRSMG-Talismã, Pérola, IAPAR-81, B-1, CII-78, CII-90, CII-103, CII-175, CII-244, CII-281, CII-337, CII-348, ESAL-693, ESAL-694, ESAL-695, ESAL-696, LH-2, LH-3, LH-10 e LH-11 do grupo Mulatinho). As adubações, apenas residual e residual + de base, influenciam de maneira diferenciada a qualidade das sementes produzidas pelos diferentes genótipos. A adubação de base tem efeito positivo sobre a qualidade das sementes dos genótipos comerciais Pérola, Emgopa 201 Ouro e Carioca.


Palavras-chave


Phaseolus vulgaris, vigor, germination, residual fertilization.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.