Comportamento de cultivares de mamona em sistemas de cultivo isolados e consorciados com caupi e sorgo granífero

Maria Lita Padinha Corrêa, Francisco José Alves Fernandes Távora, João Bosco Pitombeira

Resumo


A mamoneira (Ricinus communis L.) é uma oleaginosa disseminada em várias regiões do Brasil. No Nordeste brasileiro, é cultivada em sua quase totalidade consorciada com o feijão comum, o caupi e o milho. No presente estudo foram avaliadas as cultivares BRS 149 (Nordestina) e BRS 188 (Paraguaçu) em plantio consorciado com o caupi (Vigna unguiculata (L) Walp) e o sorgo (Sorghum bicolor (L) Moench). O experimento foi conduzido em Quixadá-CE, na Fazenda Lavoura Seca, no delineamento em blocos ao acaso com oito tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos consistiram do cultivo isolado e das combinações das duas cultivares de mamona com as culturas do caupi e do sorgo. O rendimento em kg.ha-1 e os componentes da produção da mamona e das culturas consorciadas foram determinados para avaliação do desempenho das culturas. Na avaliação dos sistemas de consórcio utilizou-se o Uso Eficiente da Terra (UET). O consórcio reduziu tanto a produtividade da mamona como das culturas consorciadas. O sorgo causou a maior restrição ao rendimento da mamona, fato mais evidenciado na cultivar Nordestina. A produção de mamona foi composta de cachos primários, secundários e terciários. O número de frutos/cacho, a relação semente/fruto e o peso de 100 sementes diminuiu nos cachos terciários. O consórcio causou redução no peso de 100 sementes. Em geral, os sistemas consorciados apresentaram maior eficiência que os isolados, de acordo com o UET. Os valores do UET variaram de 1,08 a 1,45.


Palavras-chave


Ricinus communis L , Vigna unguiculata (L.) Walp, Sorghum bicolor L.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.