Estado nutricional do crisântemo de vaso em função da condutividade elétrica e lixiviação de sais

Márkilla Zunete Beckmann-Cavalcante, Kathia Fernandes Lopes Pivetta, Ítalo Herbert Lucena Cavalcante, Lourival Ferreira Cavalcante, José Valdenor da Silva Júnior

Resumo


A qualidade das plantas ornamentais cultivadas em vaso é altamente dependente da adubação e do manejo do substrato. Nesse sentido, realizou-se um experimento em ambiente protegido para avaliar o estado nutricional do crisântemo cv. Miramar cultivado em vaso em função da condutividade elétrica da solução nutritiva e lixiviação de sais. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, em quatro repetições, com os tratamentos distribuídos em esquema fatorial 5 x 2, referentes aos níveis de condutividade elétrica da solução nutritiva (CEs = 2,1; 2,8; 3,5; 4,2 e 4,9 dS m-1) em substrato sem (SSL) e com (SCL) lavagem para lixiviação dos sais. O estado nutricional das plantas foi avaliado pela análise foliar de macro (N, P, K, Ca, Mg e S) e micronutrientes (Cu, Fe, Mn e Zn). O aumento da CEs inibiu o acúmulo de micronutrientes e de nitrogênio, mas estimulou os teores de P, K, Ca, Mg e S na massa seca foliar do crisântemo. A lixiviação dos sais promoveu maior acúmulo foliar de Cu, Fe e Mn nas plantas. Dentre os macronutrientes, exceção feita ao cálcio e enxofre, não ocorreu diferença significativa para N, P, K e Mg quanto à lixiviação de sais.


Palavras-chave


Dendranthema grandiflora Tzvelev; Substrato; Nutrição de plantas

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.