Parcelamento da adubação nitrogenada no desempenho produtivo de genótipos de trigo

Luciana Costa, Claudemir Zucareli, Carlos Roberto Riede

Resumo


Objetivou-se avaliar o desempenho produtivo de genótipos de trigo com diferentes qualidades industriais em resposta às proporções de parcelamento da adubação nitrogenada em cobertura. Foram avaliados seis genótipos de trigo, sendo estes: IPR 136 e LD 052114 (melhorador), IPR 130 e IPR 144 (pão) e BRS Louro e CD 105 (básico). A adubação nitrogenada em cobertura foi realizada na dose fixa de 80 kg ha-1 na forma de ureia, com cinco formas de parcelamento como segue: P1- dose total aplicada no perfilhamento aos 20 DAE (dias após a emergência); P2 - ¼ no emborrachamento e o restante aos 20 DAE; P3 - ½ aos 20 DAE + ½ no emborrachamento; P4 - ¼ aos 20 DAE e o restante no emborrachamento e P5 - dose total de N aplicada no emborrachamento. As proporções de parcelamento da adubação nitrogenada em cobertura não afetaram o ciclo, o grau de acamamento, o peso hectolítrico (PH), a massa de 1.000 grãos, o número de espiguetas por espiga, o número de grãos por espigueta, o número de grãos por espiga, a massa de grãos por espiga e o n° de espiga/m2. Os genótipos IPR 136 e LD 052114 apresentaram maiores rendimentos de grãos quando o N foi aplicado em uma única vez em P1 e P5, respectivamente. Para os genótipos BRS Louro, IPR 130 e CD 105 as diferentes épocas de adubação nitrogenada não afetaram a produtividade de grãos. Na cultivar IPR 144, a adubação nitrogenada em cobertura dos tratamentos P1, P2 e P5 favoreceu a produtividade de grãos.


Palavras-chave


Trigo; Cultivos de cobertura; Plantas; Efeito de Nitrogênio

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.