Efeitos genéticos e de ambiente para características de crescimento em ovinos Santa Inês no Estado do Ceará

José Ernandes Rufino de Sousa, Sônia Maria Pinheiro de Oliveira, Francisco de Assis Melo Lima, Francisco Luis Ribeiro Silva, Martinho de Almeida Silva

Resumo


Registros de 1.335 ovinos da raça Santa Inês, nascidos entre 1984 e 1998, no rebanho experimental do Centro Nacional de Pesquisa de Caprinos (Embrapa caprinos) e criados em regime semi – intensivo, foram utilizados para estimar as herdabilidades direta e materna de pesos corporais em diferentes idades. Os componentes de variância e as herdabilidades foram estimados pelo método da Máxima Verossimilhança Restrita - REML, utilizando o algoritmo livre de derivadas (DFREML), com modelo animal uni-característica e o aplicativo Multiple Trait Derivative-Free Restricted Maximum Likelihood (MTDFREML). No modelo estatístico foram incluídos os efeitos aleatórios genéticos direto e materno, de ambiente permanente e o erro, além dos efeitos fixos de sexo, estação e ano de nascimento, tipo de nascimento e da covariável peso da ovelha ao parto. As herdabilidades direta e materna foram de baixa magnitude, variando de 0,11 a 0,21, o que indicaram baixa variabilidade genética e apontam para a necessidade de introdução de novos reprodutores para o melhoramento genético do rebanho.


Palavras-chave


body weight, genetic parameter, hair sheep, heritability.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.