Seleção de progênies de meio-irmãos de milho para eficiência no uso de nitrogênio

Rafael Heinz, Leandro Henrique de Sousa Mota, Manoel Carlos Gonçalves, Antonio Luiz Viegas Neto, André Carlesso

Resumo


O trabalho teve por objetivo estimar os parâmetros e os ganhos genéticos na seleção de progênies de meio-irmãos para eficiência no uso de nitrogênio, por meio de seleção simultânea de caracteres. Foram instalados dois experimentos, diferenciados pela adubação nitrogenada, sendo um com adubação adequada (alto N) e outro em condição de estresse (baixo N). O delineamento experimental utilizado foi em látice 10x10, com duas repetições. Nos ensaios foram utilizadas 84 progênies de meio-irmãos e 16 testemunhas. A partir dos quadrados médios das análises de variâncias de cada ambiente foram realizadas as estimativas dos parâmetros genéticos. Após as análises, foram selecionadas em cada ambiente 17 progênies de meio-irmãos, por meio do índice clássico de seleção, e verificou-se a repetibilidade das progênies entre os ambientes. Observou-se variabilidade entre as progênies, determinando o potencial da população para a seleção considerando-se a eficiência no uso de nitrogênio. As estimativas de parâmetros e ganhos genéticos foram maiores em alto N. O uso do índice de seleção promoveu estimativas de ganho por seleção de 24,43 e 21,05% para alto e baixo N, respectivamente, para a produtividade de grãos. As progênies selecionadas apresentaram médias de produtividade de grãos de 13,45 e 19,47% maiores que as testemunhas, em alto e baixo N, respectivamente.

Palavras-chave


Zea mays L; Seleção recorrente; Estresse abiótico; Ganho genético

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.