Alterações químicas de dois solos irrigados com água salina

Giovanni de Oliveira Garcia, Sebastião Martins Filho, Edvaldo Fialho dos Reis, Willian Bucker Moraes, Aline de Azevedo Nazário

Resumo


Com objetivo de determinar os efeitos da irrigação com água salina sobre as características químicas de um Neossolo e um Latossolo cultivados com 30 genótipos de feijoeiro em caixas de polietileno em casa de vegetação, foi conduzido um experimento seguindo um delineamento inteiramente casualizado, em arranjo fatorial (5×2) com cinco níveis de salinidade da água de irrigação (0,1; 2,5; 5,0; 7,5 e 10,0 dS m-1), dois solos e três repetições. Após a retirada das plantas, foram coletadas de cada caixa amostras de solo que foram encaminhadas para laboratório para a determinação do pH, fósforo, potássio, cálcio, magnésio, sódio, alumínio,  H+Al, soma de bases, CTC total e efetiva, saturação por bases e por alumínio, porcentagens de potássio, cálcio, magnésio e sódio trocáveis, relação cálcio/magnésio bem como a razão de adsorção de sódio e a condutividade elétrica do extrato da pasta de solo saturado. A aplicação de água salina, bem como o aumento da salinidade da água de irrigação nos dois solos, aumentou a disponibilidade de cálcio e sódio trocáveis, bem como os valores da soma de bases, CTC total e efetiva, saturação por bases, porcentagens de cálcio e sódio trocáveis, salinidade do solo, razão de adsorção de sódio e as relações cálcio/magnésio e da porcentagem de sódio trocável com a razão de adsorção de sódio. Por outro lado, as porcentagens de potássio e magnésio trocáveis diminuíram enquanto que a disponibilidade de potássio e magnésio trocáveis, os valores de alumínio, H+Al e a saturação por alumínio não foram afetados.


Palavras-chave


Irrigation. Soil. Salinity.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.