Variabilidade espacial de atributos do solo em sistema de semeadura direta com rotação de culturas no cerrado brasileiro

Eduardo Leonel Bottega, Daniel Marçal de Queiroz, Francisco de Assis de Carvalho Pinto, Cristiano Márcio Alves de Souza

Resumo


O presente estudo objetivou analisar a variabilidade espacial dos atributos químicos e da textura de um Latossolo Vermelho distroférrico. A propriedade onde o estudo foi realizado localiza-se no município de Sidrolândia (MS) e produz soja, milho e algodão, adotando rotação de culturas e o sistema de plantio direto. Em uma área experimental de aproximadamente 90 hectares foi amostrado solo em 181 pontos georeferenciados. As amostras foram compostas por quatro amostras simples, representativas da profundidade de 0,00-0,20 m. Foram mensurados os atributos químicos e a textura do solo. Realizou-se, inicialmente, análise de discrepantes e, posteriormente, análise descritiva e geoestatística para caracterizar as amostras e identificar a dependência espacial dos atributos estudados. Não foi detectada dependência espacial para os atributos acidez ativa em água, alumínio, acidez potencial, saturação por bases e matéria orgânica. As melhores estimativas de valores para locais não amostrados foram observadas para os atributos físicos do solo, os quais apresentaram os melhores parâmetros de ajuste dos variogramas e da validação cruzada. As técnicas de geoestatística utilizadas possibilitaram o ajuste dos modelos teóricos que melhor representaram a semivariância experimental, possibilitando assim a construção de mapas temáticos da distribuição espacial dos valores dos atributos do solo estudado.

Palavras-chave


Latossolos; Agricultura de Precisão; Semeadura

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.