Uso das águas de pequenos aquíferos aluviais para irrigação nas regiões semiáridas

Julien Daniel Pierre Burte, Anne Coudrain, Serge Marlet

Resumo


A agricultura irrigada a partir da água subterrânea dos pequenos aqüíferos aluviais é uma alternativa interessante e de baixo custo para o desenvolvimento do meio rural no Nordeste brasileiro. A partir de um estudo de caso numa micro-bacia no centro da área cristalina do semiárido cearense é analisada a contribuição de características físicas (piezometria), geoquímicas e de modelos (de balanço hidrológico e de massa) para identificar a origem e os principais processos que governam a dinâmica da salinidade das águas de um pequeno aqüífero aluvial e avaliar a disponibilidade de água para irrigação. A irrigação conduz a uma redistribuição dos sais da zona saturada para a zona não saturada do aqüífero, podendo ocorrer acumulação. Devido as suas características, as águas do aqüífero aluvial podem ser usadas para a irrigação, entretanto, existe certo grau de risco de salinização e sodificação dos solos. O manejo integrado das águas superficiais e subterrâneas da bacia permite controlar a qualidade da água (salinidade e sodicidade residual) disponibilizada para a irrigação, permitindo ainda um melhor aproveitamento das águas dos açudes e limitando as perdas por evaporação. Ele deve levar em conta a dinâmica complexa da água e dos sais entre os reservatórios, as liberações de água no rio, as cheias e as irrigações.

Palavras-chave


Salinidade; Água subterrânea; Irrigação

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.