Efeitos de diferentes períodos de controle e convivência de plantas daninhas com a cultura da mandioca

Odair Johanns, Robson Luiz Contiero

Resumo


A interferência causada pelas plantas daninhas é um dos fatores que pode afetar a produtividade da cultura da mandioca. O presente trabalho teve por objetivo avaliar a interferência de diferentes períodos de controle e convivência das plantas daninhas com a cultura da mandioca, cultivar Fécula Branca, visando determinar seu efeito no crescimento da planta, bem como na produção. O experimento foi conduzido na UNIOESTE - Marechal Cândido Rondon, Paraná, em solo Latossolo Vermelho Eutroférrico. A cultura foi conduzida por um ciclo vegetativo de doze meses, com plantio realizado em 03 de outubro de 2001 e colheita em 04 de outubro de 2002. O ensaio foi instalado em delineamento experimental de blocos ao acaso, em arranjo fatorial 2x10, constituído de períodos crescentes de convivência e controle da comunidade infestante. Por ocasião da colheita, determinou- se o estande final, o número de raízes por planta, o teor de amido das raízes e o peso da produção de raízes. Os resultados mostraram que as perdas na produtividade de raízes na cultura ocasionadas pela competição das plantas daninhas, em situações extremas, foram bastante expressivas, chegando próximas a 100%. O período anterior à interferência (PAI) foi de 60 dias e o período total de prevenção da interferência (PTPI) foi de 90 dias, indicando um período crítico de interferência (PCPI) de 60 a 90 dias após o plantio.


Palavras-chave


Manihot esculenta, weed interference, weed competition.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.