Atividade biológica em solo salino sódico saturado por água sob cultivo de Atriplex nummularia

Karen Cristina Fialho dos Santos, Marina Steffane Lopes da Silva, Luís Eduardo da Silva, Marcelo Alves Miranda, Maria Betânia Galvão dos Santos Freire

Resumo


A salinidade constitui-se um sério fator limitante à agricultura, pois a maioria das culturas agrícolas é sensível à salinidade, sendo muito afetadas pelos efeitos nocivos dos sais. As espécies halófitas do gênero Atriplex caracterizam-se pela elevada tolerância a seca e salinidade do solo, sendo uma alternativa viável para reduzir impactos negativos da salinidade, associada à biomassa microbiana. Portanto, o objetivou-se com este trabalho analisar a atividade microbiana em um solo salino sódico do Agreste de Pernambuco, na presença e ausência de plantas de Atriplex nummularia. Para isso, realizaram-se amostragens de solo a 20 cm de profundidade em diferentes situações: 1 e 2) nas proximidades das raízes (20 cm do colo da planta) nos tratamentos com poda e sem poda; 3 e 4) no ponto intermediário do espaçamento entre plantas (125 cm) nos tratamentos com poda e sem poda; 5) e na área sem cultivo das plantas (tratamento testemunha); em período chuvoso. Nessas amostras foram feitas análises de C e N da biomassa microbiana, respiração basal, e C e N total dos solos. Observou-se que o tratamento testemunha teve resultados diferenciados em relação aos outros tratamentos, indicando que sem as plantas de atriplex a microbiota do solo é bastante afetada pela alta concentração de sais. Verificou-se, ainda, uma tendência de aumento da atividade microbiana com a proximidade das raízes de plantas podadas de Atriplex, mostrando que, além de ser uma planta viável para a fitorremediação de solos salinizados, ainda promove uma melhoria da microbiota do solo.

Palavras-chave


Biomassa microbiana; Salinidade dos solos; Plantas halófitas

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.