Farelo de glúten de milho em dietas para ovinos em confinamento

José Neuman Miranda Neiva, Arilson Narcizo Soares, Salete Alves de Moraes, Ana Clara Rodrigues Cavalcante, Raimundo Nonato Braga Lôbo

Resumo


O trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar a utilização de rações concentradas contendo de farelo de glúten de milho na alimentação de ovinos mantidos em confinamento. Foram testadas cinco concentrados contendo 0, 20, 40, 60 e 80% de farelo de glúten de milho em dietas à base de feno de Tifton (Cynodon sp.). Os concentrados foram fornecidos na proporção de 2,5% do peso vivo (PV) dos animais. Foram utilizados vinte ovinos machos da raça Santa Inês em delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições. Foram avaliados os consumos de matéria seca (CMS), de proteína bruta (CPB) e de fibra em detergente neutro (CFDN), bem como os ganhos de peso e a conversão alimentar. Não foram observadas diferenças para o CMS entre os animais alimentados com as várias dietas. Para os CPB, observaram-se aumentos lineares na ingestão diária com a inclusão do farelo de glúten de milho nas rações concentradas. Embora tenha havido redução significativa no ganho de peso e conversão alimentar, deve se ressaltar que, com a inclusão do farelo de glúten de milho o percentual de milho e farelo de soja nas rações foi bastante reduzido. Desta forma, o uso do farelo de glúten de milho deve ser indicado após uma cuidadosa análise da relação custo/benefício, pois a sua inclusão diminuiu os níveis de inclusão de ingredientes que apresentam custo relativamente alto.

Palavras-chave


byproducts, nutritive value, performance.

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.